Família

Pai dá 5 dicas de como ajudar as mães durante a amamentação e post viraliza na internet

É essencial que os pais saibam qual é o seu papel e o que podem fazer para ajudar as mães nesta fase

Jennifer Detlinger

Jennifer Detlinger ,Filha de Lucila e Paulo

(Foto: Reprodução/Facebook)

Basta fazer uma busca rápida em fotos de amamentação para perceber. A mulher está quase sempre sozinha amamentando o filho. Não é só porque não tem leite que o pai não pode participar desse momento. Você pode e deve estar junto nessa.

A Phillips Avent realizou uma nova pesquisa para comemorar a Semana Mundial do Aleitamento Materno deste ano, onde a Royal Philips revelou os dados e provou o desejo dos pais de serem mais participativos nas primeiras fases do bebê.

O aleitamento materno garante o vínculo entre os pais e o bebê e não precisa (e nem deve!) ser exclusivo das mães. Uma pesquisa feita pela Phillips Avent revelou que 77,93% dos pais brasileiros querem estar mais próximos de suas companheiras durante este processo. Mas os dados também mostram que 88,69% das mães não sabem como o parceiro pode colaborar, por não faltarem informações sobre a participação paterna  durante a amamentação.

Por isso, é essencial que os pais saibam qual é o seu papel e o que fazer para ajudar na fase da amamentação. Muhammed Nitoto, que vive em Los Angeles, nos Estados Unidos, decidiu ajudar outros homens ao falar da importância da participação paterna.


Há poucos dias, ele fez sucesso nas redes sociais ao compartilhar uma imagem de sua esposa, Hejira, amamentando sua filha mais nova, Zuri. No texto, Muhammed explicou que poderia estar presente no processo de amamentação de muitas maneiras. “Às vezes, você se pergunta: ‘O que há para eu fazer?’. Aqui estão as minhas 5 principais dicas para qualquer pai depois que seu filho nascer”, escreveu.

O post rendeu mais de 40 mil compartilhamentos 12 mil comentários no Facebook . Confira as dicas de Muhammed:

1. Quando a mãe acorda no meio da noite para amamentar, levante-se e pergunte se ela precisa de ajuda ou água. A verdade é que na maioria das vezes ela dirá não, mas apenas o fato oferecer é fundamental.

(Foto: Reprodução/Facebook)

2. Pergunte à mãe se ela pode ordenhar e tirar o leite das mamas e ofereça ao bebê, na mamadeira ou copinho.  Às vezes, você pode ter que forçá-la a descansar, sem se preocupar com o filho, e esta é uma maneira fácil de fazer isso.

3. Não coloque um tempo limite para que a mãe amamente o bebê. Não se trata apenas de alimentar seu filho, mas também da relação e vínculo entre mãe e bebê. Cada família tem um período de tempo diferente para amamentar e, como pai, é difícil entender completamente. Então, não tente apressar esse processo, não é um direito nosso.

4. Seja paciente. Como pai, nas primeiras semanas, você pode estar igualmente empolgado, mas não se sentindo tão importante. Mas saiba que sua hora chegará mais rápido do que você imagina. Os bebês crescem rápido e, quanto mais fortes ficam, mais o Daddy Time estará chegando.

(Foto: Reprodução/Facebook)

5. Licença-paternidade! Se você tiver, aproveite-a. Os estágios iniciais da vida de uma criança não são apenas para as mães. Acredite, você sempre poderá ganhar dinheiro, mas não haverá replays instantâneos na vida. É igualmente importante que você, como pai, faça parte do desenvolvimento inicial de seu filho.

Leia também:

Pai, você também pode participar da amamentação! Saiba como

Pai viciado em trabalho escreve texto emocionante após morte do filho: “Eu me arrependo”

“Só existe uma pessoa que pode ser o pai do seu filho”, diz Marcos Piangers sobre a paternidade