Pai de Robert Downey Jr morre aos 85 anos e recebe homenagem do filho

O ator lamentou a perda no Instagram. O cineasta já vivia há mais de 5 anos com Mal de Parkinson e após complicações da doença, não resistiu

Resumo da Notícia

  • O cineasta morreu aos 85 anos e viveu uma carreira incrível
  • Já vivia com Mal de Parkinson há 5 anos
  • Deixou dois filhos, o ator Robert Downey Jr e Allyson

Robert Downey Sr, pai do nosso querido Homem de Ferro, Robert Downey Junior, morreu nesta última quarta-feira, 7 de julho. O cineasta, que faleceu durante o sono, tinha 85 anos e já sofria com Mal de Parkinson há pelo menos 5 anos.

-Publicidade-

Diretor de diversos filmes, ele ficou conhecido na década de 60 por produzir obras que desafiavam a cultura da época. Putney Swope, de 1969, foi filme o filme produzido por ele com maior reconhecimento e logo se tornou um clássico para os amantes de filmes alternativos. Robert Sr assim se tornou um produtor de grande importância no mercado de cinema independente.

Depois de 3 casamentos, Robert deixou, além de Robert Downey Jr, outra filha,  Allyson, ambos frutos do relacionamento com Elsie Ann Downey. Nos últimos anos, ficou mais reconhecido por ser pai de Downey Jr, estrela de Hollywood e duas vezes indicado ao Oscar.

Filho lamenta nas redes sociais

“Ele foi um verdadeiro cineasta independente e se manteve otimista o tempo todo. De acordo com os cálculos das minhas madrastas, eles foram casados e felizes por pouco mais de 2000 mil anos”, relembrou Robert Downey Jr no perfil do Instagram, reafirmando o quanto o pai foi importante.

O ator postou uma foto do pai na juventude e relembrou o grande homem que ele foi (Foto: Reprodução / Instagram / @robertdowneyjr)

De pai para filho

Foi por conta do pai que Downey Jr começou a atuar, lá nos anos 70 com “Pound”, baseada em uma peça da Broadway. Porém o relacionamento complicado com o pai na juventude nunca foi segredo. Em diversas entrevistas o ator já comentou sobre alguns desentendimentos que os dois já tiveram, chegando até a abandonar uma entrevista em 2015 quando o entrevistador questionou sobre o passado com o pai.