Pai deixou a faculdade para investir no futuro da filha: “Minha prioridade”

Neste último domingo, ele acompanhou a filha até o local da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

Resumo da Notícia

  • Pai deixou a universidade para investir em escola particular para filha
  • Neste último domingo, ele a acompanhou até o local da prova do Enem
  • Ana Júlia deseja cursar Medicina Veterinária

O pai, Venicius Gomes, ingressou em uma universidade na Paraíba antes de trabalhar como vendedor e auxiliar de serviços gerais. No entanto, precisou deixar o curso devido a dificuldades financeiras e por querer priorizar os estudos da filha, Ana Júlia. Neste último domingo, 21 de novembro, ele acompanhou ela até o local da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para apoiá-la.

-Publicidade-

“Decidi investir nela. Ela é minha prioridade”, ressaltou ele em relação à filha que pretende realizar o curso de Medicina Veterinária.

Pai deixa a faculdade para ajudar a filha
Pai deixa a faculdade para ajudar a filha (Foto: Reprodução / G1 / Bruna Cairo)

Já em Goiânia, Messias Rodrigues, gari de 48 anos, também acompanhou o filho, Rodrigo Silva, de 17, até o local da prova Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e diz estar orgulhoso por essa etapa.

“É o sonho de todo pai ver o filho no caminho certo, com um futuro digno. Estar aqui hoje é o começo da realização de um sonho”, afirmou Messias. Eles saíram de casa às 11h para chegar com antecedência até o local que o filho realizaria a prova, do outro lado da cidade.

Gari acompanha filho até o local da prova do Enem
Gari acompanha filho até o local da prova do Enem (Foto: Reprodução / Millena Barbosa/ G1 / Goiás)

Rodrigo deseja entrar no curso de Engenharia Mecânica e está no último ano do ensino médio. Ele também afirmou ter ter estudado muito durante o ano para tirar uma boa nota na prova.

“Quero dar orgulho para o meu pai, para a minha família. Tudo isso fazendo algo que gosto”, disse o estudante. Messias também ressaltou que sempre o incentivou a estudar. “Quero que ele faça o que tem vontade. Sendo honesto, o que ele fizer, eu ficaria satisfeito”, ressaltando que nunca interferiu na escolha do curso do garoto.

No Brasil, aproximadamente 3,1 milhões de estudantes se candidataram para realizar a prova neste último domingo, 21 de novembro e no próximo, 28. O número é 38% menor do que a última edição e ainda deverão ser cumpridas todas os protocolos de proteção contra a Covid-19.