Pai discute com a filha por não deixá-lo levar as três namoradas para festa de casamento

A noiva desabafou no Reddit sobre a discussão que teve com o parente, dizendo que após negar o pedido do homem, que é divorciado da sua mãe, ele a acusou de “discriminação” por não aceitar a poligamia

Resumo da Notícia

  • Uma noiva entrou em discussão com o pai por não deixar ele levar as três namoradas para festa de casamento dela
  • Após negar o pedido do parente, que é divorciado da mãe, ele a acusou de "discriminação" por não aceitar a poligamia
  • Depois do desabafo, quase todos os internautas foram rápidos em ficar do lado da noiva

Preparar a lista de convidados para o casamento já não é uma tarefa fácil, para uma noiva, que preferiu não se identificar, foi ainda mais difícil. Ela, que desabafou no Reddit, discutiu com o pai, que pediu para levar suas três namoradas na cerimônia. Após negar o pedido do parente, que é divorciado da mãe, ele a acusou de “discriminação” por não aceitar a poligamia.

-Publicidade-

Segundo ela, casos de poliamor são comuns na família, os tios já tiveram vários parceiros ao mesmo tempo e o avô tinha duas mulheres que ele chamava de ‘esposas’, além de uma namorada, e da avó. Foi também justamente por esse motivo que os pais da noiva se separaram.

Pai pede para levar três namoradas para casamento da filha e fica bravo quando ela diz ‘não’ (Foto: Getty Images)

“Depois que eles se divorciaram, acabei sem contato com meu pai por vários anos, até que ele me procurou em 2019 porque foi diagnosticado com câncer de pulmão”, explicou. Ela acrescentou que, desde 2019, retomou o relacionamento com o pai, mas deixou claro que não queria conhecer as três namoradas.

No entanto, com a chegada do evento, o pai achou que poderia levar as três namoradas à festa, assim como os tios e os múltiplos parceiros, e não ficou feliz em saber que isso não aconteceria, acusando a filha de estar “discriminando” seu estilo de vida. Após o desabafo, quase todos os internautas foram rápidos em ficar do lado da noiva, defendendo que ela não precisava incluir as namoradas do pai na lista se isso a deixasse desconfortável.