Pai divide opiniões ao não convidar menino que praticava bullying contra filha para aniversário dela

O rapaz justificou que a menina havia chorado em uma ocasião e tomou a decisão para evitar algo parecido. Já a mãe do colega o acusou de estar excluindo o filho

Resumo da Notícia

  • Um homem não convidou um dos colegas de turma da filha para o aniversário dela
  • Ele explicou que o menino praticava bullying contra a filha
  • A mãe do menino também comentou a situação

Os aniversários são sempre muito esperados, principalmente pelas crianças. Mas um pai levantou um debate na internet após compartilhar uma decisão que tomou na comemoração da filha, não convidar um colega de classe dela.

-Publicidade-
O pai de uma menina se recusou a chamar para a festa de aniversário dela um dos colegas de sala, porque ele praticava bullying (Foto: Shutterstock)

No Reddit, o homem explicou que a menina começou a ter problemas com o menino da turma, e ela não foi a única, já que outros pais também relataram essa questão. Segundo o pai, a criança estava fazendo bullying com os demais.

Em uma das situações, a filha dele chegou a chorar, foi quando ele decidiu conversar com a professora. Depois do episódio, a menina não foi mais incomodada, por isso ele decidiu não convidá-lo para a festa de aniversário.

Por conta da decisão, a mãe do menino chegou a questionar o pai e acusou de estar excluindo o filho, uma vez que essa ocasião poderia ajudar eles a finalmente se resolverem. O homem, contudo, respondeu que ele havia tido todo o ano para fazer isso, uma vez que estavam na última semana de aulas.

Mesmo após a discussão, o pai manteve a decisão e não convidou o menino para a comemoração, o que foi apoiado por alguns usuários da rede social, que entenderam que assim o menino ganharia a melhor lição possível – de que não pode fazer bullying com os colegas, e criticado por outros – que acharam a atitude extrema e cruel.