Pai diz para filha de 6 anos que odeia o nome dela: “A mãe que escolheu”

A menina estava sofrendo bullying na escola porque os colegas diziam que o nome dela era de pessoas idosas

Resumo da Notícia

  • Anonimamente, um homem fez um relato sobre a situação que viveu com a filha
  • Ele contou que a menina chegou em casa chorando por ter sofrido bullying na escola por causa de seu nome
  • Mesmo assim, ele disse que também odiava o nome dela e que quem escolheu foi a mãe

Escolher o nome que seu filho terá pelo resto da vida é uma baita missão! Depois de muito pensar e sugerir várias opções, nem sempre os pais concordam com o nome. E nesse relato, foi isso o que aconteceu.

-Publicidade-
Escolher o nome do bebê não é uma tarefa fácil
Escolher o nome do bebê não é uma tarefa fácil (Foto: iStock)

Compartilhando sua história anonimamente, no site Reddit, um homem disse que nunca gostou do nome de sua filha e quem decidiu dá-lo foi a sua esposa. Aos 6 anos de idade, a pequena Mildred começou a sofrer bullying na escola, após um de seus colegas dizer que o nome dela era para pessoas idosas.

Quando ela voltou para casa chorando e contou sobre a situação para o seu pai, ele disse: “sim, eu também nunca gostei do seu nome”. A menina ficou desolada, começou a chorar ainda mais e correu para o quarto.

“Ela contou à mãe que eu disse que o nome dela era estúpido e mesmo depois de explicar toda a situação para minha esposa, ela ficou brava e queria que eu pedisse desculpas. “Eu recusei e disse: ‘Pedir desculpas pelo quê? Eu não gosto do nome, nunca gostei do nome, e nem nossa filha gosta do nome’, escreveu o homem.

Ele disse que por estar com raiva no momento preferiu se afastar. “Depois tentei falar com nossa filha e perguntar por que ela começou a chorar daquele jeito, porque eu estava realmente confuso. Mas tudo que ela disse foi que não estava feliz e que não queria falar comigo naquele momento”, contou.

A menina se sentiu muito mal ao descobrir que nem o próprio pai gostava do nome dela
A menina se sentiu muito mal ao descobrir que nem o próprio pai gostava do nome dela (Foto: Arquivo)

“Não estou muito preocupado com minha filha porque ela tem 6 anos, então ela provavelmente vai esquecer amanhã ou em uma semana, no máximo. Mas minha esposa está muito brava comigo agora porque ela estava me dizendo que eu deveria me desculpar amanhã , e eu continuei dizendo não”.

Sem reconhecer o seu erro, o homem anônimo ainda diz: “Tudo o que fiz foi concordar com minha filha quando ela disse que não gostava do nome. Ainda quero uma explicação de por que ela começou a chorar daquele jeito”.

Nos comentários da publicação, os usuários do Reddit criticaram a atitude do pai, dizendo que ele estava errado por concordar com a criança que estava atormentando a filha dele na escola. “Você acabou de ficar do lado de um valentão da escola primária, parabéns”, disseram.