Pai e filho de 14 anos estão entre desaparecidos após tragédia em Capitólio

Segundo a Polícia Civil de Minas Gerais, um adolescente de 14 anos e o pai, de 37, são as duas vítimas que continuam desaparecidas após a tragédia em Capitólio

Resumo da Notícia

  • Um adolescente de 14 anos e o pai, de 37, são as duas vítimas que continuam desaparecidas após a tragédia em Capitólio, no Sul de Minas Gerais
  • O acidente deixou ao menos 32 feridos e tem oito mortes confirmadas
  • O desabamento ocorreu no sábado, 8 de janeiro, por volta do meio-dia e atingiu quatro embarcações

Um adolescente de 14 anos e o pai, de 37, são as duas vítimas que continuam desaparecidas após a tragédia em Capitólio. A informação foi divulgada pela Polícia Civil de Minas Gerais.

-Publicidade-

Além do pai e filho, avó e avô paterno também estavam na embarcação, segundo informações da Polícia Civil de Minas Gerais. Até o momento, oito corpos foram encontrados. Todos os mortos e desaparecidos estavam em uma mesma lancha, de nome “Jesus”.

(Foto: Divulgação/Reprodução redes sociais)

Até então, apenas um corpo foi identificado: Júlio Borges Antunes, de 68 anos, natural de Alpinópolis. De acordo com informações do UOL, a Polícia Civil confirmou que os turistas da lancha “Jesus” estavam hospedados em uma pousada de São José da Barra e fecharam um passeio de barco ao Capitólio.

Segundo a polícia, o tempo nublado na região minimizou a tragédia. “Por sorte, o tempo estava com nuvens, garoa. Caso contrário, ali é uma área que podia ter de 50 a 100 pessoas nadando, crianças”, afirmou o delegado de Passos, Marcos Pimenta. “Não descartamos, inclusive, que a erosão pode ter sido provocada tanto pelas chuvas e também pelo choque das lanchas, que param e fazer um ‘escarcéu’, mas isso será melhor analisado pela Marinha do Brasil”, acrescentou.

O desabamento ocorreu no sábado, 8 de janeiro, por volta do meio-dia e atingiu quatro embarcações, sendo que duas delas afundaram. Segundo o Corpo de Bombeiros, cerca de 30 pessoas ficaram feridas.

Vítimas do acidente

Segundo os Bombeiros, o desabamento no paredão em Capitólio ocorreu entre 12h30 e 13h. Quatro embarcações foram atingidas com o impacto da queda da rocha. São elas: embarcação EDL (14 pessoas foram resgatadas com vida); Jesus (oito pessoas morreram e outras duas seguem desaparecidas); uma lancha vermelha, sem identificação (10 socorridas); e Nova Mãe (9 socorridos).

(Foto: Reprodução/Redes sociais)

A Marinha comunicou que vai abrir um inquérito para apurar as causas e circunstâncias do acidente. A Polícia Civil também investiga o caso. Inicialmente foi informado que uma tromba d’água provocou a queda de pedras que atingiram lanchas que estavam na região. A Defesa Civil já havia advertido para a ocorrência de chuvas intensas.

Crianças foram resgatadas com vida

Imagens registradas neste sábado, 8 de janeiro, mostram o momento em que crianças são resgatadas com vida após o desabamento de uma rocha no Cânion em Capitólio, Minas Gerais. Uma pessoa chora muito ao fundo do vídeo enquanto as crianças são trazidas.

Um vídeo impressionante mostra o momento exato em que a rocha se solta e despenca sobre as embarcações que estavam na água.