Pai e filho são presos após ameaçarem síndico e vizinhos de condomínio com arma de fogo

O caso aconteceu em Valparaíso de Goiás, no entorno do Distrito Federal, pai e filho tentaram fugir mas a polícia localizou eles minutos depois

Resumo da Notícia

  • Pai e filho são presos em Valparaíso de Goiás, no entorno do Distrito Federal
  • Os dois ameaçaram vizinhos e o síndico do condomínio com arma de fogo
  • Os dois tentaram fugir mas foram pegos pela polícia minutos depois

Um pai e um filho foram presos na última terça-feira após ameaçarem o síndico do condomínio e os vizinhos, com uma arma de fogo. O caso aconteceu em Valparaíso de Goiás, no entorno do Distrito Federal, após a confusão eles fugiram mas foram pegos pela polícia minutos depois.

-Publicidade-

Um vídeo mostra os detidos apontando armas de fogo para os vizinhos quando deixavam o local. O 1º tenente Bruno Guimarães, das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), disse ao portal do G1 que os suspeitos já tinham recebido multas do síndico por descumprirem normas internas do condomínio. No dia, eles disseram que viram o síndico descumprir uma regra e, por isso, começaram a discutir.

Pai e filho foram presos por ameaçarem vizinhos e o síndico do condomínio
Pai e filho foram presos por ameaçarem vizinhos e o síndico do condomínio (Foto: Reprodução/G1)

“O síndico já tinha aplicado multas neles por violação de normas. Ontem eles perceberam o síndico praticando uma infração e foram bater boca. Virou uma discussão e, nisso, pai e filho pegaram uma arma de fogo e ameaçaram o síndico de morte”, contou.

Segundo o militar, apesar das ameaças, não houve disparo de armas de fogo no condomínio. Após a discussão, os homens fugiram, mas foram localizados pela polícia dentro de um carro nas proximidades do local. Durante a abordagem, os PMs foram até a casa deles e encontraram uma pistola e uma espingarda em cima do guarda-roupas. O 1º tenente contou ainda que eles foram levados, junto com as armas e o carro, para uma Delegacia de Valparaíso de Goiás. Conforme a Polícia Civil, eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido consumado.