Pai lamenta não ter tomado vacina contra Covid-19 em última mensagem para família

Enquanto lutava contra a doença, o norte-americano Christian Cabrera resgatou forças para contar que estava arrependido de não ter tomado o imunizante essencial para a vida

Resumo da Notícia

  • Christian Cabrera faleceu no último dia 22 em decorrência da Covid-19
  • O norte-americano desabafou sobre o arrependimento de não ter recebido a vacina
  • Antes de partir, ele ainda pediu para que o irmão cuidasse de seu único filho, Noel, de apenas 3 anos de idade

No dia 22 de janeiro, a família de Christian Cabrera, de 40 anos de idade, precisou se despedir do ente querido. Assim como os mais de 5,62 milhões de pessoas ao redor do mundo, o norte-americano não conseguiu sobreviver contra a Covid-19. Entretanto, ele decidiu deixar a última mensagem aos familiares antes de partir: um desabafo sincero sobre o arrependimento de não ter tomado a vacina antes de seu quadro se agravar.

-Publicidade-

O pai de Noel, de apenas três anos de idade, testou positivo para o coronavírus durante o Natal de 2021, e por isso precisou ser levado às pressas para o hospital em decorrência de uma pneumonia nos dois pulmões que se alastrava cada vez mais. Ao longo dos dias que enfrentou na unidade de saúde, Christian deixou uma série de textos comoventes antes de morrer pelo vírus. Através do seu próprio perfil no Instagram, ele admitiu que estava sofrendo o que “deve ser a pior dor” que já havia sentindo na vida.

Christian Cabrera lutou contra a doença, mas não resistiu
Christian Cabrera lutou contra a doença, mas não resistiu (Foto: Reprodução KTLA)

“Realmente me arrependo de não ter tomado minha vacina. Se eu puder fazer tudo de novo, faria isso em um piscar de olhos para salvar minha vida. Estou lutando pela minha vida aqui e gostaria de ser vacinado”, relata durante entrevista à KTLA, emissora de televisão estadunidense com sede em Los Angeles.

Lutando pela vida diariamente, o homem enviou a última mensagem para família na qual implorou ao irmão, Jino Cabrera, para que ajudasse a cuidar de Noel, seu único filho. “Ele continua dizendo ‘por favor, cuide do meu filho”, disse o familiar. “Ele sabe que pode não sobreviver. Ele pode morrer lá.”

Após ficar duas semanas em terapia intensiva, Christian foi colocado em um ventilador, mas não resistiu. No momento, os parentes do falecido estão arrecadando fundos para ajudar a pagar pelo funeral, memorial, enterro e cerimônia, assim como para garantir que Noel receba todos os cuidados devidos.