Pai lança livro para ajudar na educação antirracista: “Assim ensinamos a respeitar o próximo”

A narrativa conta a história de um menino que tem o cabelo crespo e sofre com a não aceitação dos fios e com o preconceito de algumas pessoas

Resumo da Notícia

  • Pai cria livro para ajudar outros pais a ensinar sobre respeito
  • Na narrativa, um menino de cabelo crespo sobre bullying pelo cabelo
  • Com o passar das páginas ele aprende a se aceitar
  • Veja como comprar o livro

A fim de ajudar as mães e pais no caminho de uma criação antirracista e, principalmente, as crianças negras que já sofreram algum tipo preconceito pela cor da pele ou estilo de cabelo, Nicácio Belfort lançou o livro “João e o Cabelo Mais Lindo do Mundo”. A narrativa conta a história de um menino que tem o cabelo crespo e sofre com a não aceitação dos fios e com o preconceito de algumas pessoas. No decorrer da história, no entanto, as coisas começam a mudar e João vai aprendendo a entender as diferenças e aceitar-se como ele é. Em uma entrevista dada à Pais&Filhos, o autor, que também é nosso blogueiro parceiro, contou um pouco sobre a história e o processo de criação do livro.

-Publicidade-
Ele faz questão de dar esses ensinamentos dentro de casa (Foto: arquivo pessoal)

“A história veio de experiências diárias. Ouvi alguns relatos de meninos e meninas que são bem parecidos com o problema enfrentado pelo nosso personagem principal”, conta. O pai do Benjamin e do Lucas conta que faz questão de trazer esses temas para dentro de cada e ensinar os filhos a lidar com as diferenças e com os possíveis dilemas que enfrentarem pela frente. “Eu sou negro e minha esposa é branca, meus filhos são pardos, cabelo liso o mais velho e cacheado o mais novo. Desde sempre nós ensinamos a respeitar as diferenças”.

Nicácio acredita que apenas assim, por meio da conversa e de produções que falem sobre o respeito, que poderemos mudar as gerações futuras. “Esses dias eu mostrei e expliquei para o meu filho sobre uma criança com microcefalia e ele entendeu. Eu acredito que só assim essa nova geração vai ser mais sensível e respeitar o próximo diante das especificidades”.

-Publicidade-

O livro é justamente sobre isso: ensinar, de forma lúdica, a respeitar as diferenças, entendê-las e ter empatia com o outro. “Espero muito que os leitores possam, após a leitura, terem atitudes antirracistas e aqueles que sofrem com o preconceito consigam superar assim como nosso herói”, diz. “As famílias podem esperar uma história leve, linda é apaixonante de superação, amor, transformação e auto aceitação”, completa.

Os interessados no livro podem adquiri-lo através do Instagram @amordepapaireal. Parte das vendas arrecadadas com a produção serão destinadas para o projeto social do interior de Pernambuco chamado Fazendo o Bem.

Pai lança livro para ajudar outros pais na educação antirracista (Foto: divulgação)

-Publicidade-