Pai que antes era ‘contra gatos’ fecha loja mais cedo só para comemorar aniversário do bicho

O comerciante deixou recado aos clientes no dia que estaria fechando a loja mais cedo para comemorar o aniversário de Joréu

Resumo da Notícia

  • Homem fecha seu estabelecimento mais cedo para comemorar aniversário do gato em festa temática
  • A filha Tatiana contou que, de princípio, o homem não tinha a intenção de ter pets
  • A situação repercutiu nas redes sociais e causou um bom humor

Na última semana, a internauta Tatiana Cox publicou em um grupo da rede social Facebook a história de amor entre o seu pai e o gato da família, Joréu. Na publicação, a jovem contou que seu pai, o qual é comerciante, não cogitava a ideia de ter um pet em casa, até que chegou o gatinho e mudou a sua percepção sobre ter um bicho de estimação.

-Publicidade-
Tatiana, seu pai e o gato Joréu na festa de aniversário do felino (Foto: Reprodução/Facebook/Tatiana Cox)

“Ele não queria gato em casa”, contou Tatiana na legenda de seu post. O carinho pelo Joréu se tornou tão grande a ponto do pai fechar seu negócio mais cedo apenas para comemorar o aniversário do felino de quatro anos com uma festa; o homem até mesmo chegou a avisar os seus clientes que fecharia a loja mais cedo devido ao aniversário do gato. Prioridades!

A festa não foi básica. Teve até mesmo tema e decorações do filme ‘O Rei Leão’, obra da Disney. Joréu foi caracterizado de Simba com uma juba e protagonizou o evento. As expressões do gato são umas das melhores características das fotos da festa.

Além da temática e do bolo que recebeu pelos seus 4 anos, uma placa com o nome e sobrenome do gato, ‘Joréu Cox’, também teve a presença de muitas guloseimas – as quais eram sachês do sabor preferido dele – e uma sessão de fotos. A publicação recebeu mais de oito mil reações e centenas de comentários sobre a situação icônica.

Segundo Samantha em entrevista à Pais&Filhos, os pets são essenciais para uma boa rotina; são capazes de decifrar as nossas mudanças de humor e fazer excelente leitura corporal. Por isso, é muito comum que eles se aproximem em momentos difíceis para a família. “Ter um animal ensina o real sentido de companheirismo, cumplicidade e fidelidade. Eles ensinam sobre o amor na sua forma mais pura”, completa.