Pai se recusa abraçar filho por não querer que ele desenvolva dependência emocional

Ele usou as redes sociais para desabafar e relatou também ter ficado chateado com a professora da criança por ela estar oferecendo abraços no lugar dos pais

Resumo da Notícia

  • Pai relatou não abraçar o filho para que ele não crie dependência emocional
  • Ele justificou ação dizendo que sempre que o abraçava, quando a criança estava triste. No entanto, decidiu parar para que ele enfrentasse os desafios de forma independente
  • O desabafo gerou diversos comentários negativos nas redes sociais, por não concordarem com a atitude do pai

Nesta última semana, um pai relatou nas redes sociais, o motivo pelo qual se recusa abraçar o filho de 9 anos e explica a lógica que o levou a tomar essa decisão. A atitude do homem, que não quis ser identificado, gerou diversos comentários negativos na internet a respeito do assunto. Muitas pessoas não concordam com essa maneira de criar os filhos.

-Publicidade-

Ele relata que a criança tem dificuldades para controlar as emoções, e sempre que se sente triste, recorre aos pais para se sentir melhor. Portanto, o pai decidiu que não iria mais oferecer abraços, para que o menino possa superar os desafios de maneira independente.

Pai castiga filha para dormir no quintal
Pai se recusa abraçar filho e não quer que a professora também o abrace (Foto: Reprodução/ Getty Images)

“Eu costumava abraçá-lo o tempo todo. E sempre que ele estava um pouco chateado, ele vinha até mim para acalmá-lo”, relatou. “Mas, ele se tornou tão dependente de mim que passou a ter problemas para controlar as próprias emoções, a ponto de ainda ter surtos de raiva. Então, comecei a afastá-lo dos meus abraços”.

No entanto, o motivo maior dos pais terem publicado a situação, foi porque eles não concordarem com a professora da criança estar abraçando a criança no período das aulas. “Recentemente, descobri que ele estava recebendo abraços da professora”, escreveram. “Isso não é errado, mas está atrapalhando seu crescimento emocional”, desabafaram. 

“Quando eu a confrontei, ela me deu um sermão sobre como crianças de 9 anos precisam de abraços. Eu acho isso errado”, continuou. “Parei de ser abraçado ativamente aos 6 anos, e a maioria das crianças de 9 anos não tem os mesmos problemas emocionais que meu filho tem”, concluiu.

A publicação gerou diversos comentários contra a atitude dos pais: “Se receber abraços está atrapalhando o crescimento emocional dele, então você precisa levá-lo para uma terapia. Claramente, algo não está certo em sua casa”, escreveu um.Na verdade, os psicólogos dizem que as crianças precisam de abraços para uma boa saúde emocional”, concordou outro.Abraços não retardam o crescimento emocional, mas a privação de gentileza e contato humano certamente o fará. Humanos precisam de abraços!”, escreveu um terceiro. Outras pessoas também fizeram comentários ofensivos e titulou os pais de loucos e terríveis.

Dia das Crianças

O Dia das Crianças está chegando e se você ainda não encontrou o presente perfeito para o seu filho, a Pais&Filhos fez uma seleção especial de produtos no site da Amazon para você se inspirar, tem opções para todos os gostos e bolsos também. Dá uma olhada AQUI e arrase na escolha!