Pai se veste como Elsa para ensinar filho a ignorar normas de gênero

O garoto sempre gostou do filme Frozen e da rainha do gelo. Em vez de fazê-lo mudar de opinião, Stuart decidiu deixar o menino ser quem ele quiser

Resumo da Notícia

  • Pai se veste como Elsa
  • A ideia veio por que o filho ama a rainha do gelo
  • A criança estava com medo de gostar tanto da princesa e sofrer bullying dos amigos
  • O pai, então, decidiu ensiná-lo a ser quem ele quiser
Colin ama a Elsa (Foto: reprodução Instagram / @scottcreates)

O pai australiano Scott Stuart se vestiu como a personagem de Frozen preferida do filho: Elsa. Isso mesmo! Como a maioria das crianças de 6 anos, Colin é obcecado pelo filme da Disney e pela rainha de gelo. Mas, ao contrário de muitos pais, Scott não está tentando fazer com que o filho prefira personagens como Buzz Lightyear, Mickey ou qualquer outro herói. Pelo contrário, o pai está mostrando o amor incondicional ao ensinar ao filho que ele pode ser o personagem que quiser, independentemente do gênero.

-Publicidade-

“Quando meu filho tinha 3 anos, ele se apaixonou completamente pela rainha Elsa”, disse Stuart em um post recente no Instagram. “Ele costumava ter essa boneca da Elsa que levava para todo lugar com ele. Um dia ele voltou para casa depois de chorar, completamente perturbado, porque alguém havia lhe dito que Elsa era para meninas”, escreveu.

Em um episódio no Dia dos Pais do podcast ‘Mom School com Kristen Kelly’, Stuart falou mais sobre como o filho queria se vestir como Elsa para ir ver Frozen II, mas estava nervoso com o que as outras crianças poderiam dizer. Foi assim que Stuart teve a ideia de que ambos se vestissem como Elsa para mostrar ao filho que ele deveria abraçar seus interesses – mesmo que eles desafiassem as normas de gênero, e ignorar o que os outros poderiam dizer.

-Publicidade-

“Quando o lançamento do filme estava se aproximando, ele começou a ficar com medo de que as pessoas rissem dele”, disse Stuart no podcast. “Estávamos recebendo feedback de todos os lugares, você sabe, ‘você não deve deixá-lo fazer isso.’ E em um momento como esse, você pode ensiná-los a serem eles mesmos, independentemente do que as outras pessoas possam pensar, ou pode ensiná-los a se mudar para impedir que qualquer dano potencial aconteça. Então, seguimos o primeiro caminho, [minha esposa e eu] nos vestimos como a Elsa – eu tenho o maior vestido da Elsa que pude encontrar na Amazon – e recebemos apoio maciço de todos no cinema. Outras famílias, ainda, acharam a ideia absolutamente incrível “.

Pai se veste como Elsa para ensinar o filho a ignorar normas de gênero (Foto: reprodução Pinterest / Parents)

Desde que o filho ficou fascinado com todas as coisas de Frozen e para ajudá-lo no primeiro dia em que chegou em casa chorando, Stuart também escreveu um livro infantil chamado My Shadow is Pink. O livro conta a história de um garoto com uma sombra rosa que gosta de princesas e fadas – e deseja que ele tenha uma sombra azul como o pai. Ao longo do caminho, ele aprende a amar e aceitar a sombra do jeito que ela é.

“Quando meu filho quis vestir um vestido, ele estava se vestindo como Elsa e eu disse ‘sim, tudo bem'”, disse Stuart. “Todo o meu condicionamento cultural, você sabe, eu fui criado no país da Austrália, que na época não era um lugar super acolhedor. Então, estávamos andando pela rua, eu estava me sentindo desconfortável, ele estava. Eu estava tão impressionado com o desconforto, pensando que todo mundo estava olhando para nós, pensando que todo mundo estava me julgando. E depois de um tempo, eu percebi, isso é ridículo. Na verdade, eu nem estou pensando nele, nessa situação. Estou pensando no que as pessoas estão pensando em mim “.

Stuart percebeu que estava se preocupando mais com o modo como os outros o julgavam do que com o modo como estavam vendo o filho e nunca olhou para trás. Apesar de ter crescido como o “cara estereotipado”, capitão da equipe de rúgbi e tudo mais, Stuart e a esposa sabiam que queriam incentivar a confiança do filho e, com a paternidade , permitir que ele fosse qualquer coisa que quisesse ser.

Agora, para acompanhar o livro, Stuart também está criando um filme de animação de My Shadow is Pink. Um lançamento do Kickstarter em 14 de julho ajudará a apoiar o projeto. “Meu objetivo nº 1 foi mostrar um garoto de vestido na tela, quebrando estereótipos de gênero de uma forma que o celebra e a todos como ele”, escreve Stuart na página de destino do Kickstarter. “Eu não posso estar mais animado”.

-Publicidade-