Pai vira segurança de hospital para agradecer médicos que cuidaram da filha com cardiopatia

Kevin Gibson estava desempregado durante a pandemia e resolveu aceitar a oportunidade de proteger a equipe médica e as outras famílias que cuidavam dos filhos

Resumo da Notícia

  • Kevin Gibson encontrou uma maneira de agradecer aos médicos da unidade: trabalhando como segurança do local
  • O pai passou um mês acompanhando a recém-nascida Junie na UTI Neonatal enquanto a bebê tratava de um defeito cardíaco congênito
  • Desempregado, Kevin aceitou a oportunidade de proteger a equipe e os familiares

Depois de assistir a filha lutar por sua vida em um hospital em Indianápolis, Kevin Gibson encontrou uma maneira de agradecer aos médicos da unidade: trabalhando como segurança do local. O pai, que estava desempregado, passou um mês acompanhando a recém-nascida Junie na UTI Neonatal enquanto a bebê tratava de um defeito cardíaco congênito.

-Publicidade-
Pai vira segurança de hospital que cuidou da filha (Foto: Getty Images)

Gibson e sua esposa, Jennifer, deram as boas-vindas às filhas gêmeas Jemma e Juniper – conhecidas como Jemmy e Junie – em junho de 2020. Desde a gestação os pais sabiam que Junie tinha um defeito cardíaco congênito chamado estenose aórtica. Assim, logo depois do parto ela já foi internada para que aparelhos ajudassem seu coração e pulmão a funcionarem corretamente.

“Para nós, que já tínhamos dois meninos gigantes e super saudáveis, era amedrontador ver essa garotinha que pesava três quilos ao nascer ligada a aparelhos”, disse o pai em entrevista ao Today.

Kevin agradece os médicos mantendo o hospital seguro (Foto: Reprodução)

Durante os momentos em que Kevin e sua esposa se revezavam ficando com Junie no hospital, o pai de quatro filhos encontrou paz e apoio em conversas noturnas com seguranças do hospital que estavam ali para todo tipo de assistência às famílias. “Em noites estressantes, quando os bipes e as máquinas chegavam até mim, eu saía para caminhar pelo hospital”, disse Gibson, explicando que, por ter experiência em trabalho investigativo, conversava com os funcionários e trocava histórias para passar as longas noites.

O trabalho foi uma forma de agradecimento

Gibson estava desempregado quando soube que sua esposa estava grávida de gêmeos. Por causa da pandemia da Covid-19, encontrar uma boa vaga estava cada vez mais difícil. Foi quando um dos seguranças sugeriu que o jovem se candidatasse a um emprego ali mesmo. “Eles me disseram: ‘São longas horas e você verá muitas coisas tristes aqui'”, lembrou. “Eu estava tipo, ‘Eu já entendi a essência de estar aqui com minha filha.'”

“Você não fica correndo atrás do rádio o dia todo em busca de problemas”, disse o pai sobre sua nova rotina no trabalho. “Você está literalmente ajudando as pessoas no pior dia de suas vidas e eu entendo. Eu já estive lá. Vejo a mesma expressão nos rostos das pessoas que tínhamos quando estávamos lá”.

“Senti que tinha que pagar uma dívida e dizer obrigado”, acrescentou. “Se eu fosse um milionário, gastaria muito dinheiro com eles, mas ajudar as pessoas é a maneira que tenho de agradecer”, finalizou Gibson.