Pais levam filho de 6 anos para correr maratona, mas recebem muitas críticas de internautas

Ben e Kami Crawford, pais de Rayner, foram criticados nas redes sociais, após contaram que levaram um de seus filhos para uma maratona. Os internautas alegaram que o menino é muito novo para estar inserido no universo da competição profissional

Resumo da Notícia

  • O Ben e a Kami Crawford foram criticados nas redes sociais por terem levado o filho de 6 anos para correr em uma maratona
  • Os internautas alegaram que o menino era novo de mais para estar em competições
  • A atleta olímpica Kara Goucher também falou sobre o caso

O casal Ben e Kami Crawford têm sido constantemente criticados nas redes sociais, isso porque, os atletas e influenciadores esportivos levaram o filho de 6 anos para correr os 42 km de um maratona – que foi realizada na cidade de Cincinnati, no estado norte-americano de Ohio. O jovem Rayner finalizou a corrida em pouco mais de 8 horas e 30 minutos. Mas, na sequência, os pais deles foram atacados, inclusive pela maratonista e atleta olímpica Kara Goucher – por levarem o filho nesse tipo de atividade.

-Publicidade-

A Goucher expôs seus incômodos com a participação de Rayner na corrida, por meio de uma publicação realizada no Twitter. De início, ela disse: “Não sei quem precisa ser informado sobre isso, mas com seis anos você não compreende os impactos físicos de uma maratona. Aos seis anos você não compreende o que é abraçar o sofrimento. Aos seis anos, sofrendo fisicamente, você não compreende que tem o direito de parar e deve parar”.

Na sequência, ela complementou dizendo: “Não estou questionando nenhuma motivação e dizendo são pais ruins, mas como atleta olímpica, eu tenho certeza que isso não faz bem para a criança. Crianças são crianças. Deixe que elas corram por aí, mas como pais é necessário proteger seus corpos e suas mentes em formação”.

Atleta olímpica Kara Goucher
A atleta olímpica Kara Goucher criticou a família (Foto: Reprodução / Instagram)

Ao visualizarem a repercussão, os  Crawford  compartilharam uma publicação no Facebook se defendendo dos ataques e das críticas recebidas nas redes sociais. “Nós nunca forçamos nenhum dos nossos filhos a correr uma maratona e não podemos imaginar que algo assim seja possível, seja em termos físicos ou emocionais”, disseram os pais de Rayner.

Além disso, os pais falaram que dão liberdade aos filhos, para que eles possam escolher o que, de fato, os fazem bem. “Damos a possibilidade de escolha para cada um deles a cada corrida. Ano passado dois deles correram sem a nossa companhia. Em 9 anos, recebemos 53 medalhas, a maioria das crianças”.

Família da maratona
A família foi criticada nas redes sociais (Foto: Reprodução / Facebook)

Em complemento, falaram: “Após o nosso de 6 anos implorar para se unir a nós, permitimos que ele treinasse e tentasse. Falamos com ele que era só 50% de chances dele chegar ao fim e permitimos que ele parasse a qualquer momento, quando ele quisesse ou se achasse que a segurança dele estava em risco”

Para finalizar, os responsáveis disseram: “Perguntamos várias vezes se ele queria parar e ele foi muito claro que queria continuar. Não vimos nenhum sinal de exaustão ou desidratação e respeitamos a vontade dele de seguir correndo”.