Família

Pais pedem demissão dos trabalhos para cuidarem dos 7 filhos autistas

A família mora em Vitória, no Espírito Santo

Letícia Rafael

Letícia Rafael ,filha de Alcides e Eugênia

(Foto: Getty Images)

Assim que nos tornamos pais, as prioridades do casal muda e todos os planos da família são planejados de acordo com o bem-estar dos filhos. Lilian Ribeiro e Marco Antônio decidiram largar os empregos para cuidar dos 7 filhos que foram diagnosticados com autismo.

A rotina deles também é intensa. Os pais precisam se desdobrar em mil para dar conta de todas as tarefas e se revezam para arrumar os filhos todos os dias de manhã. Aliás, para trazer mais conforto para família, Marco Antonio adaptou uma bicicleta para acomodar todos os filhos na hora de irem para a escola. “Tem de ser tudo bem próximo da hora de sair, porque se eu deixá-los prontos muito antes, eles ficam agitados e já querem ir embora”, revelou Marco Antonio.

(Foto: Reprodução/Tribuna Online)

A família gasta cerca de 224 litros de leite, mil fraldas e muitos remédios por mês com as crianças e embora não trabalhem, Lilian e Marco Antônio recebem uma bolsa de auxilio do governo e vivem também com doações que vizinhos e amigos fazem.

Lilian contou em entrevista ao portal Tribuna Online que soube do diagnóstico do primeiro filho quando estava grávida do segundo e a mesma coisa aconteceu nas gestações seguintes, pois os sintomas aparecem entre o primeiro ano de vida até os 3 anos.

Por enquanto apenas a filha caçula não foi diagnosticada com a condição, porém o pai garante que Vitória também tenha nascido com um certo grau de autismo. “Ela apresenta os mesmos sintomas. Eles não falam, choram sem motivo, dormem e acordam gritando, e não conseguem ficar muito tempo parados”, contou Marco.

Leia também:

Mãe é proibida de almoçar em restaurante por causa do filho com autismo

1º Fórum de Acessibilidade para o Autismo discute conscientização sobre o transtorno

Uso de paracetamol durante a gestação pode aumentar o risco do bebê desenvolver autismo e TDAH