Pais tatuam marca de nascença da filha na perna para que ela se sinta mais bonita

Eles decidiram fazer a marca no corpo depois que a menina passou por uma situação delicada em um hotel

Resumo da Notícia

  • Pais tatuam marca de nascença da filha na perna para que ela se sinta mais bonita
  • Eles decidiram fazer a marca no corpo depois que a menina passou por uma situação delicada em um hotel
  • Em um relato, eles comentaram a decisão

Muito amor envolvido! Tanya Phillips completou 40 anos e de presente de aniversário decidiu fazer uma surpresa para a própria filha, Honey-Rae. Para comemorar o aniversário, a mãe passou 4 horas em um estúdio fazendo uma tatuagem de perna inteira que simula a marca de nascença, de cor avermelhada, que a filha tem.

-Publicidade-

Em entrevista ao jornal britânico Metro, ela contou que nunca imaginou que faria uma tatuagem neste estilo e admitiu que o “desenho” era um pouco extravagante. Mas a mãe de quatro filhos fez questão de passar pelo longo e doloroso procedimento para ajudar a filha com a própria autoestima.

Pais tatuam marca de nascença da filha na perna para que ela se sinta mais bonita
Pais tatuam marca de nascença da filha na perna para que ela se sinta mais bonita (Foto: reprodução Mirror)

E o marido, Adam, decidiu se unir a ela nesta missão. Os dois escolheram fazer as tatuagens em memória de Honey-Rae, cuja marca de nascença cobre metade do seu corpo.

“A maioria das pessoas pode pensar que é muito extremo, mas para nós era a coisa natural a fazer para garantir que nossa filha nunca se sentisse diferente ou sozinha no mundo”, disse Tanya, que é dona de casa.

“É vermelho brilhante e cobre quase metade do lado direito do corpo dela. Estende-se dos pés à parte inferior das costas. Não desbotou com o tempo. Na verdade, alguns dias parece mais escuro do que outros”, continuou, falando mais sobre a mancha de nascença e a tatuagem.

No relato dado ao jornal internacional, a mãe lembrou com detalhes o momento em que viu a marca na pele da filha pela primeira vez. “Minha filha lutou para respirar quando nasceu e foi levada às pressas para a unidade de cuidados especiais. Quando fui vê-la, ela estava deitada em uma pequena incubadora e foi quando eu vi a marca. Isso partiu meu coração”, começou.

“Eu apenas chorei e chorei sabendo que meu bebê iria ficar marcada para sempre pelo resto da vida com relação à isso. Como qualquer mãe, eu não queria que ela fosse diferente. Eu queria que ela fosse exatamente igual a todas as outras crianças saudáveis. E por mais que a marca de nascença não seja perigosa, eu sabia que poderia ter um grande impacto no resto da vida dela”, acrescentou.

“Embora aos nossos olhos ela fosse perfeita, eu sabia que outras pessoas iriam cruelmente apontar e olhar para ela. Nos primeiros meses de sua vida, sempre que saíamos, eu me certificava de que suas pernas estavam cobertas. Eu não conseguia lidar com os olhares curiosos ou comentários sussurrados de estranhos. Eu não queria simpatia ou pena ou pessoas sentindo pena de Honey-Rae. Adam e eu decidimos imediatamente que queríamos que Honey-Rae se sentisse especial, que sua marca de nascença era algo para se sentir orgulhoso e não envergonhado”, completou.

A mãe contou que, apesar de ensinar a filha a ter orgulho do próprio corpo, isso não é tão fácil quando alguns estranhos começam a observá-la na rua. Ela lembrou um caso. “Eu estava em um check-out, quando vi um casal de idosos cochichando e olhando para a perna de Honey-Rae. Fiquei transtornada. Foi a primeira vez que saí com ela sem cobri-la e isso confirmou todas as minhas preocupações e medos. As pessoas são cruéis, mesmo sem perceber. E eu sabia que se os adultos pudessem ser tão insensíveis, então as crianças na escola também seriam involuntariamente malvadas”, disse.

Foi a partir daí que ela e o marido decidiram fazer a tatuagem para se conectarem mais proximamente à filha. “Nós tínhamos conversado sobre fazer tatuagens juntos por um tempo, mas naquele dia minha mente estava tomada. Nós sabíamos que tínhamos que fazer algo para garantir que Honey-Rae crescesse sabendo que ela era muito amada”, disse ela. E com certeza a filha vai se sentir!