Pandemia do divórcio: as separações estão tomando conta do mundo na quarentena e precisamos pensar nas crianças

Brasil, China, EUA, Itália, Portugal, Austrália e África do Sul. Em um levantamento exclusivo, entrevistamos especialistas de cada um desses países e mapeamos a situação familiar em pelo isolamento social

Resumo da Notícia

  • Conviver todos juntos o tempo todo não é fácil, e a separação pode ser o próximo desafio da sua vida
  • Mapeamos a situação familiar no Brasil e em mais seis países durante o isolamento social
  • Mas, antes de tudo, precisamos olhar para as nossas crianças e pensar na saúde mental do seu filho
Mapeamos a situação familiar no Brasil e em mais seis países durante o isolamento social (Foto: Shutterstock)

Você vai encontrar em junho uma capa nunca feita antes na história de 51 anos da Pais&Filhos. Ela é impactante, assim como o assunto principal desta edição: o aumento de divórcios no mundo pós-quarentena.

-Publicidade-

Em um levantamento exclusivo mapeamos a situação familiar no Brasil e em mais seis países durante o isolamento social. Conviver todos juntos o tempo todo não é fácil, e a separação pode ser o próximo desafio da sua vida.

Como tudo começou na China, foi para lá que resolvemos olhar primeiro. Encontramos um artigo no site americano Bloomberg, que dizia que após 4 meses de quarentena, os escritórios locais registraram um grande aumento de pedido de divórcios.

-Publicidade-

E chegou no Brasil. Para se ter ideia, segundo levantamento do Google para Pais&Filhos, em março o site de buscas registrou aumento de 82% na pergunta “como dar entrada no divórcio?” aqui no país, enquanto que em março, houve um salto de 9900% no interesse de buscas pelo termo “divórcio online gratuito”.

Esse cenário é comum em vários países do mundo, afinal, durante o isolamento social todo tipo de relação ganha mais intensidade – isso, sem contar o tanto de novos papéis que acabamos assumindo neste período.

Conviver juntos não é fácil, mas seu filho não precisa (e nem deve!) se preocupar com questões como o divórcio, a separação ou a falta de dinheiro.

Por isso, antes de tudo, precisamos olhar para as nossas crianças e pensar na saúde mental do seu filho. Para isso trazemos na reportagem especial na edição de junho com previsões e te ajudamos a encontrar o melhor caminho para encontrar a felicidade, independente da configuração.

A revista digital já está disponível nos aplicativos da na Apple Store ou Play Store.

Novo aplicativo Pais&Filhos Interativo: teste seus conhecimentos, acumule pontos para trocar por prêmios e leia conteúdos exclusivos! Para baixar, CLIQUE AQUI.

-Publicidade-