Papai Noel racista é demitido após ofender família inteira no shopping

O ator branco, que deveria simbolizar o verdadeiro espírito do Natal, foi demitido após os comentários de teor racista

Resumo da Notícia

  • Um homem foi demitido após ofender uma família inteira
  • Ele atrelou a cor de pele dos familiares à pobreza
  • O shopping demitiu o preconceituoso

Na última sexta-feira, dia 09 de dezembro, uma família inteira foi ofendida por um homem branco que trabalhava como Papai Noel dentro de um shopping na zona sul da cidade de São Paulo. O ator relacionou a cor de pele dos familiares à pobreza, e foi demitido após os comentários de teor racistas. 

-Publicidade-

A vendedora Tamires Cerqueira, de 29 anos, mãe de dois garotos que foram ofendidos pelo homem, afirmou que, a princípio, não queria tirar fotos dos filhos com o Papai Noel. Entretanto, após a insistência de um dos funcionários do Shopping Plaza Sul, acabou cedendo. “Fomos ao shopping à tarde quando tudo isso ocorreu. Meu filho ficou bastante sentido com isso. Quando o meu marido chegou do trabalho, à noite, ele foi correndo até o pai e a primeira coisa que ele contou foi o que Papai Noel tinha contado”, lembrou a mulher.

Além dos filhos, a mãe também foi ofendida pelo homem
Além dos filhos, a mãe também foi ofendida pelo homem (Foto: Reprodução Arquivo Pessoal)

De acordo com ela, o filho de 6 anos de idade pediu para o fantasiado que gostaria de ganhar um hoverboard (skate motorizado) como presente de Natal. Como resposta ao pedido, o homem afirmou que seria impossível de ser realizado, ao dizer que o pai do garoto não teria condições financeiras para arcar com um produto caro como aquele.

Além dele, o irmão mais velho de 12 anos também ouviu um comentário preconceituoso por parte do ator, quando revelou que o presente que gostaria de receber um celular. Tamires Cerqueira também não ficou isenta dos comentários racistas: “Ele quis saber quantos filhos eu tinha, quando eu disse que eram cinco ele perguntou se não tinha televisão na minha casa”, relembrou ela sobre o episódio.

“Ele não tinha o direito de falar assim com os meus filhos. Eu acho que foi racismo o que ele fez por conta da cor da nossa pele. Eu tenho certeza que ele não falaria esse tipo de coisa para uma família de pessoas brancas”, respondeu Tamires, que denunciou o ocorrido através de postagens nas redes sociais. Por conta da repercussão, o Shopping Plaza Sul entrou em contato com a família e emitiu nota para tratar sobre a demissão do homem preconceituoso.

“O Plaza Sul Shopping lamenta o ocorrido e se solidariza com a família. A atitude do ator contratado por empresa terceirizada está completamente equivocada e não condiz de forma nenhuma com as orientações passadas pelo shopping. O profissional já foi substituído”, anunciou a empresa.