Parent more: onde nasce um bebê, vive uma família cheia de culpas, mas repleta de amor

Não importa a fase da maternidade ou paternidade que você esteja vivendo. É sempre um momento desafiador para todos

Resumo da Notícia

  • A cada 100 pessoas que moram no Brasil, 17 têm até 12 anos de idade. E se pararmos para contar, são mais de 35 milhões de crianças
  • Cada uma delas com uma vida, história, família e realidades diferentes
  • Mesmo em meio às dificuldades, medos e culpas que chegam com a parentalidade, as pessoas continuam tendo filhos.

A cada 100 pessoas que moram no Brasil, 17 têm até 12 anos de idade. E se pararmos para contar, são mais de 35 milhões de crianças. Cada uma delas com uma vida, história, família e realidades diferentes. Mesmo em meio às dificuldades, medos e culpas que chegam com a parentalidade, as pessoas continuam tendo filhos.

-Publicidade-

Não importa a fase da maternidade ou paternidade que você esteja vivendo. É sempre um momento desafiador para todos. Isso porque, quando nasce um bebê, nasce não só uma mãe e um pai, como também uma montanha russa de sentimentos.  Mas são entre esses erros e acertos, muitos medos e necessidades, que os pais se perdem em um mar de autocobranças e esquecem que não existe jeito certo ou errado de criar um filho, e sim, o jeito que eles entendem por bom – e ainda assim continuam sendo incríveis!

Não importa a fase da maternidade ou paternidade que você esteja vivendo. É sempre um momento desafiador para todos.
Não importa a fase da maternidade ou paternidade que você esteja vivendo. É sempre um momento desafiador para todos (Foto: Getty Images)

A gente sabe que conquistar essa realização é um caminho árduo, de muita persistência e conflito com um amor incondicional e muitas delicias. Em meio à busca constante por encontrar algum tipo de equilíbrio, vem aquele sentimento já famoso pelas mães (mas que os pais também vêm sentindo cada vez mais): a culpa. Entre os erros e os acertos da parentalidade, ela surge junto com a exaustão mental que chegou com tudo durante a pandemia. Mas é importante reforçar, que mesmo em meio a tudo isso, pais felizes têm filhos felizes.

A gente erra (e acerta) e está tudo bem!

A Chicco Brasil, empresa com mais de 60 anos em tradição, qualidade e confiabilidade em cuidados para bebês, crianças e famílias mostrou que além de estar atenta às necessidades dos pais no dia a dia, também se preocupa com as emoções e cada sentimento de mães e pais. Junto com o movimento Parent More, Chicco trouxe durante o ano manifestos escritos por  Thaís Vilarinho, mãe de Matheus e Thomás e autora do livro “Mãe Fora da Caixa” e Beto Bigatti, pai de Gianluca e Stefano, colunista da Pais&Filhos e criador do blog “Pai Mala”, para reunir experiências que podem apoiar os pais.

Thais fez um relato sobre o quão desafiador é viver a maternidade, principalmente em tempos de pandemia. “A incerteza, junto com o homeoffice, somada às aulas online, multiplicada pelos brinquedos espalhados pela casa e subtraindo a sua rede de apoio é uma conta pesada. Uma conta que definitivamente não fecha. A culpa de estar rolando mais macarrão e tablet do que você gostaria e menos (bem menos) dobraduras e leituras de fábulas infantis chega gritando, com o pé na porta, apontando o dedo na sua cara. Não é assim?”.

A gente sabe que conquistar essa realização é um caminho árduo, de muita persistência e conflito com um amor incondicional e muitas delicias
A gente sabe que conquistar essa realização é um caminho árduo, de muita persistência e conflito com um amor incondicional e muitas delicias (Foto: Getty Images)

Ela reconhece que, enquanto mãe, sente as mesmas angústias que qualquer outra mulher. “Você se esforça para ser um pouco de tudo que acha que seu filho precisa. Só que muitas vezes não funciona. O dia passa tão rápido que mais parece um furacão. Bate um medo. Instantes depois, mãozinhas pedem o seu colo e te resgatam para dentro do furacão. Olhinhos te olham. Olhinhos que precisam e confiam em você. Em você do jeitinho que você é. Com o que você tem para oferecer naquele momento. O que eu quero dizer com isso? Quero que você saiba o que está aí, diante dos seus olhos e pode ser que você não esteja enxergando. Talvez seja a culpa e a autocobrança insistindo em encobrir o mais importante: você tem sido absolutamente incrível. Portanto, seja gentil consigo mesma”, conclui Thais.

Pai presente e participante!

Enquanto Thais abriu o coração sobre as culpas da maternidade, Beto Bigatti, o Pai Mala, fez questão de reforçar o quão poderoso é poder estar presente na rotina dos filhos e além de tudo participar do processo que envolve crescimento, desenvolvimento e formação da criança.

Apesar de cada dificuldade e frustrações vividas, colocar um filho no mundo é amar profundamente pelo resto da sua vida
Apesar de cada dificuldade e frustrações vividas, colocar um filho no mundo é amar profundamente pelo resto da sua vida (Foto: Getty Images)

“Eu mudei porque minha pulsação foi alterada no minuto em que soube que seria pai. E nunca mais meu coração bateu como antes. Sem muita explicação, pelo simples fato de que não há palavras suficientes para se fazer entender, a transformação chega e arrebata a gente. Não há livro que nos prepare. Pelo contrário, nossa tradição nos afasta dessa evolução que a paternidade traz. Coube a mim, cabe a ti aceitar que o novo pode ser melhor. E mergulhar de coração inteiro”, conta.

Menos culpa e mais amor!

Apesar de cada dificuldade e frustrações vividas, colocar um filho no mundo é amar profundamente pelo resto da sua vida. E quando essa ficha cai, fica mais fácil entender que quando você ama, se dedica, você dá o seu melhor dentro da parentalidade. Além de ter produtos para ajudar os pais a construírem vínculos no cuidado com seus filhos, a Chicco Brasil, valoriza a importância da família e entende, que apesar de todo medo e culpa, cada mãe e pai é especial à sua maneira por estarem sempre presentes.

Sempre presente!

Para reforçar a importância da rede de apoio dentro do conceito de Parent More, Chicco apoia as famílias brasileiras em uma campanha inédita. A cada R$70,00 em compras de produtos Chicco nas lojas participantes, as famílias cadastram-se em uma plataforma criada exclusivamente para a ação, e recebem dois números da sorte. Por meio de sorteios, as famílias concorrem a 1 ano de produtos Chicco.

A Chicco Brasil, valoriza a importância da família
A Chicco Brasil, valoriza a importância da família (Foto: Divulgação/ Chicco)