Família

Parques do SeaWorld fazem encontro para falar sobre autismo em viagens e novas formas de inclusão

A iniciativa do grupo é muito importante

Izabel Gimenez

Izabel Gimenez ,filha de Laura e Décio

Austimo no turismo é o tema do encontro do grupo Sea World (Foto: divulgação)

Na terça-feira, dia 16 de julho, a equipe do parque SeaWorld, representados no Brasil pela Imaginadora Marketing de Destinos, se reuniu junto com especialistas em transtorno do aspectro autista e alguns parceiros da indústria de turismo para debater um assunto mega importante: Autismo no Turismo. A ideia é encontrar, cada vez mais, formas de tornar os passeios cada vez mais inclusivos e diversificados e abraçar todas as pessoas, sem exceção.

Inclusive, a companhia é a primeira de Orlando a obter a certificação como Centro de Autismo concedida pelo Conselho Internacional de Padrões de Credenciamento e Educação Continuada  e entre eles, o Aquatica Orlando, um dos parques aquáticos da cidade, foi o primeiro do mundo a receber a certificação, seguido pelo Discovery Cove e SeaWorld Orlando. Que incrível, né?

SeaWorld tem iniciativa incrível para promover viagens com crianças autistas (Foto: divulgação)

A partir de agora os três parques contam com uma superequipe que está mais do que preparada para receber famílias que tenham um membro autista, até porque Orlando é um dos destinos favoritos das crianças de todo mundo – nada mais justo do que conseguir receber todas ela da melhor forma possível.

“Além de oferecem facilidades como um guia sensorial de todas as atrações que pode ser acessado tanto previamente quanto no dia da visita e “quiet rooms”, que são locais reservados para os visitantes que precisarem de um momento de tranquilidade para se regularem”, explica David Heaton, vice-presidente de um dos parques.

(Foto: divulgação)

Por isso, a companhia resolveu promover esse encontro em São Paulo para além de discutir o tema, que é tão importante, compartilhar boas práticas e encontrar novas ideias de como promover a inclusão do visitante autista. “Nós fazemos parte de uma companhia que tem como missão oferecer experiências que façam a diferença na vida dos visitantes que vão aos nossos parques”, explica Marjori Schroeder, gerente de Relações Públicas do SeaWorld Parks & Entertainment na América Latina. Amamos e apoiamos! 

(Foto: divulgação)

Leia também:

Estudo mostra que autismo pode ser diagnosticado ainda em bebês a partir dos 3 meses

Mãe de menino autista faz apelo na web e ganha “Netflix personalizada” para o filho

Dez curiosidades sobre o autismo