Pesquisa aponta que anticorpos de pacientes curados da covid-19 diminui rapidamente

A descoberta coloca em xeque a possível imunidade de pessoas que já foram infectadas e alerta profissionais da saúde

Resumo da Notícia

  • Estudo chinês levanta dúvidas a respeito da imunidade contra o novo coronavírus
  • A pesquisa descobriu que os anticorpos dos pacientes curados caíram muito três meses após a infecção
  • O estudo, no entanto, não descarta a possibilidade de outras partes do sistema imunológico oferecerem proteção
  • Veja mais informações
Estudo questiona imunidade de pacientes já curados do coronavírus (Foto: Getty Images

Um estudo chinês levantou dúvidas a respeito da duração da imunidade contra o novo coronavírus. De acordo com a pequisa, os níveis de anticorpos encontrados em pacientes recuperados da covid-19 diminuíram cerca dois a três meses após a infecção. A queda aconteceu tanto em pacientes sintomáticos quanto nos assintomáticos.

A pesquisa, publicada na revista Nature e divulgada pela UOL, estudou 37 pacientes sintomáticos e 37 assintomáticos e descobriu que dos que tiveram exames positivos para a presença dos anticorpos IgG, um dos principais tipos de anticorpos induzidos após a infecção, mais de 90% mostraram declínios acentuados dentro de dois a três meses. A porcentagem média de tal declínio foi de 70%.

O estudo foi realizado por pesquisadores da Universidade Médica de Chongqing, uma filial do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China e de outros institutos. Segundo o professor de virologia que não participou do estudo, Jin Dong-Yan, a pesquisa não nega a possibilidade de outras partes do sistema imunológico oferecerem proteção.