Pesquisa descobre que leite de mãe acima do peso ajuda prevenir obesidade infantil

O estudo é uma união de várias universidades brasileiras

Você conhecia os benefícios do colostro? (Foto: Getty Images)

A obesidade infantil é um problema que precisa ser controlado. As nossas crianças têm que ser saudáveis para brincar e aproveitarem ao máximo a infância. E agora, pesquisadores brasileiros podem ter conseguido achar uma forma de fortalecer o organismo dos bebês contra a obesidade.

-Publicidade-

E acredite se quiser, tudo se trata do leite materno, mais especificamente do colostro. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já sabia que a amamentação pode sim diminuir as chances do desenvolvimento da doença, mas pesquisadores da Universidade de São Paulo em conjunto com o Centro Universitário Saúde ABC e da Universidade Federal de Mato Grosso, trouxeram à tona novas evidências.

Eles descobriram que o colostro, o leite dos primeiros dias, de mulheres obesas pode ajudar as crianças a manterem um peso saudável na infância. Os líderes da pesquisa reuniram o colostro de 109 mulheres. Desse total, 61 estavam acima do peso e tudo isso foi feito no período de 48 a 72 horas depois do parto.

-Publicidade-

O método 

Depois de separarem as amostras, os pesquisadores adicionaram mais três hormônios que já são encontrados naturalmente no leite materno, a adiponectina, a leptina e melatonina. E em entrevista a Galileu, uma das pesquisadoras comentou o resultado.

Tassiane Cristina Morais, da UFMT, contou que a principal diferença foi percebida na melatonina.  É ela a responsável por manter os níveis de outros hormônios que, por sua vez, mantém a saciedade e ajuda a evitar o excesso de peso, inclusive nos bebês.

Mas para que tudo isso? Para poder padronizar os bancos de leite. “A concentração de melatonina varia muito conforme a região que a pessoa mora, principalmente de acordo com a quantidade da luz. Ao padronizar o banco de leite, podemos usar uma estratégia diferente e levar em consideração os horários da coleta”, explica Tassiane.

E vale lembrar que: por mais que o colostro seja um pouco mais rico em melatonina, a obesidade e o sobrepeso na gestação ainda oferecem grandes riscos à mulher e ao bebê. Procure seu médico e mantenha uma alimentação saudável.

Leia também: 

Entenda como os produtos de limpeza podem ter relação com a obesidade infantil

Árvore da Vida: veja o desenho que retrata da melhor forma a amamentação

Estudo prova que redes sociais deixam as mães inseguras

Fique por dentro do conteúdo do Youtube da Pais&Filhos:

-Publicidade-