Pesquisadora cria robôs para ajudar crianças autistas com o desenvolvimento educacional

O objetivo é ajudá-los a se integrar na sociedade. O projeto trabalha com crianças de 3 a 18 anos

Resumo da Notícia

  • Catherine So Wing-chee, de Hong Kong, é pesquisadora e criou um programa educacional com robôs para crianças autistas;
  •  objetivo é ajudá-los a se integrar na sociedade;
  • O projeto trabalha com crianças de 3 a 18 anos.

Catherine So Wing-chee, de Hong Kong, é pesquisadora e criou um programa educacional com robôs para crianças autistas com o objetivo de ajudá-los a se integrar na sociedade. O projeto trabalha com crianças de 3 a 18 anos.

-Publicidade-

O programa educacional, criado por Catherine em 2015, chama-se Robot for Autism Behavioral Intervention (Robô para intervenção comportamental no autismo, ou RABI na sigla em inglês) e já ajudou mais de 1.200 crianças com tratamentos terapêuticos.

Pesquisadora cria robôs para ajudar crianças autistas (Foto: reprodução/ Divulgação)

Em uma entrevista ao jornal South China Morning Post, a pesquisadora disse que a ideia veio de uma indignação: “Ainda há pessoas que discriminam essas crianças. Você pode ver em seus rostos. Quando as veem gritar, olham para os responsáveis como se dissessem: ‘Por que você não ensina essa criança a se comportar?'”, desabafou

Os robôs entram com ajuda no momento em que ensinam expressões e ajudam as crianças com os pontos de vista. Entre as expressões ensinadas estão raiva, fome e tontura. As crianças veem os robôs realizando os gestos e ouvem o contexto em que são usados, enquanto os imitam.

(Foto: Getty Images)

De acordo com o Uol, a pesquisadora acredita que a habilidade dos robôs de quebrar as barreiras de comunicação para as crianças autistas também abre caminhos de aprendizagem e desenvolvimento que dificilmente seriam alcançados em uma sala de aula convencional.