Petrópolis: Jovem que estava sendo procurada pela mãe com enxada é encontrada sem vida

A pressão da água deixou rastros pela cidade, levando carros, casas e deixando mais de 70 vítimas

Resumo da Notícia

  • Mãe que procurava pela filha com enxada a encontra sem vida
  • O deslizamento deixou mais de 70 mortos
  • Ainda há dezenas de pessoas desaparecidas

Na última terça-feira, 15 de fevereiro, fortes chuvas inundaram diversos locais em Petrópolis, Região Serrana do Rio. Até o momento, foram registradas dezenas de pessoas desaparecidas e mais de 70 mortos.

-Publicidade-

Entre as vítimas, está Maria Eduarda Carminate de Carvalho, também conhecida como “Duda”, de 17 anos. Ela estava sendo procurada pela mãe, com uma enxada, em meio a lama. No entanto, ela foi encontrada sem vida. “Minha filha era a coisa mais linda que tem no mundo”, disse ela.

A mãe ficou procurando a filha com uma enxada após as chuvas em Petrópolis
A mãe ficou procurando a filha com uma enxada após as chuvas em Petrópolis (Foto: Reprodução/Band TV)

“Minha filha está soterrada. A filhinha dela de 1 aninho está soterrada. A mãe da minha afilhada também. Cadê os bombeiros? Eles iam esperar o dia clarear [para retomar o trabalho]. Estou toda machucada, fui lá em cima. Só os moradores estão aqui. Sumiu tudo! É revoltante, é nossa família que está aí”, lamentou, em entrevista à Band TV, enquanto procurava por ela.

“A cidade se encontra devastada, um passivo do ponto de vista estrutural gigantesco. Uma situação muito difícil. Petrópolis já tinha sido vítima de muita chuva no mês de janeiro e agora veio essa chuva maior”, disse o prefeito Rubens Bomtempo (PSB) em entrevista exclusiva à Band.