Petrópolis: três pessoas da mesma família morrem soterradas por deslizamento de terra

A pressão da água deixou rastros pela cidade, levando carros, casas e deixando dezenas de vítimas

Resumo da Notícia

  • Três pessoas da mesma família morrem soterradas por deslizamento de terra
  • Entre elas estão 3 crianças
  • No total, mais de 70 pessoas foram mortas

Na última terça-feira, 15 de fevereiro, fortes chuvas inundaram diversos locais em Petrópolis, Região Serrana do Rio, deixando vítimas e diversas pessoas desabrigadas. Entre elas, três pessoas da mesma família foram encontradas sem vida em meio a lama, nesta quarta-feira, 16.

-Publicidade-

Entre as vítimas, encontravam-se duas crianças. Elas foram identificadas pelo Instituto Médico Legal (IML) do município. Diego Lichstenger Moreira, de 26 anos, perdeu a irmã Débora Lichstenger Moreira, de 22, e os sobrinhos Gustavo Lichstenger Rodrigues, de 5, e Heloise Lichstenger Rodrigues, de 2 anos.

Chuvas em Petrópolis deixam ao menos 35 mortos
Chuvas em Petrópolis deixam ao menos 35 mortos (Foto: Reprodução)

As chuvas em Petrópolis deixaram muitas vítimas desaparecidas, e até agora 67 mortes foram confirmadas, e em meio aos desaparecimentos, Maria Eduarda, uma jovem de 17 anos também não foi encontrada ainda. A mãe, Gisele que mora no Morro da Oficina no bairro Alto da Serra usou uma enxada para procurar a filha.

“Minha filha está soterrada. A filhinha dele de 1 aninho está soterrada. A mãe da minha afilhada também. Cadê os bombeiros? Eles iam esperar o dia clarear [para retomar o trabalho]. Estou toda machucada, fui lá em cima. Só os moradores estão aqui. Sumiu tudo! É revoltante, é nossa família que está aí”, lamentou, em entrevista à Band TV.

Moradores do Morro da Oficina, no bairro Alto da Serra, área mais atingida pela chuva que causou estragos em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, usam enxadas, baldes e outros objetos pessoais, na manhã desta quarta-feira (16), para buscar parentes e amigos que ficaram soterrados após os deslizamentos de terra. Leia a matéria completa aqui.