Pfizer e BioNTech anunciam contrato com Eurofarma para fabricação de vacina contra covid-19

A produção será iniciada em 2022, e produção anual com mais de 100 milhões de doses deve ser exclusiva para a América Latina

Resumo da Notícia

  • A Pfizer e a BioNTech anunciaram acordo com a farmacêutica brasileira Eurofarma para produção de mais vacinas contra a covid-19
  • O processo deve começar em 2022 e prevê ao menos 100 milhões de doses produzidas por ano
  • A distribuição dessas vacinas será exclusiva na América Latina

Nesta quinta-feira, 26 de agosto, a Pfizer e a BioNTech anunciaram acordo com a farmacêutica brasileira Eurofarma para a produção de vacinas contra a covid-19. Está prevista a produção de ao menos 100 milhões de doses anuais – que devem ser distribuídas exclusivamente na América Latina.

-Publicidade-

Essa será a terceira vacina fabricada no Brasil – que já conta com a Coronavac, fabricada pelo Instituto Butantan e a AstraZeneca/ Oxford, fabricada pela Fiocruz. O presidente e CEO da Pfizer, Alberto Bourla, deu detalhes sobre a decisão.

Pfizer e BioNtech assinaram contrato com a Eurofarma para produção de mais vacinas (Foto: Getty Images)

“Todos – independentemente da condição financeira, etnia, religião ou geografia, merecem acesso às vacinas contra a Covid-19 que salvam vidas. Nossa nova colaboração com a Eurofarma expande nossa rede global de cadeia de suprimentos – nos ajudando a continuar fornecendo acesso justo e equitativo à nossa vacina. Continuaremos a explorar e buscar oportunidades como esta para ajudar a garantir que as vacinas estejam disponíveis para todos os que precisam”.

As empresas confirmaram que o produto das instalações virá diretamente dos Estados Unidos. O CEO e cofundador da BioNTech, Ugur Sahin, ainda completou, “A parceria de hoje é um passo importante para ampliar o acesso às vacinas na América Latina e além, expandindo nossa rede de fabricação global”.

O acordo disponibilizará mais vacinas (Foto: Getty Images)

O comunicado não deixou claro se as vacinas já estarão disponíveis para aplicação em 2022, contudo, informa que a chegada de insumos para produção deve ser imediata. O processo deve ser realizado em São Paulo.