Família

Planejando uma viagem? Inclua a opinião das crianças também!

É bem mais legal quando a criança tem espaço para dar sua opinião e é levada a sério

Redação Pais&Filhos

Redação Pais&Filhos

colored-slippers-toys-and-diving-mask-at-beach-picture-id687068176

(Foto: iStock)

Não tem coisa melhor que viajar em família e aproveitar o tempo livre junto.  Mas também é muito legal quando a criança tem um espaço só dela e ajuda a planejar o passeio, escolher destinos, palpita no roteiro, tira as próprias fotos e faz um diário de recordações. Para tornar o passeio ainda melhor, confira as nossas sugestões!

PLANEJAR

A escolha do lugar: a criança deve estar envolvida desde esse momento na viagem. Não significa que os pais precisam ir para onde ela quiser, mas que ela precisa participar desse processo. Comece com perguntas genéricas: praia ou campo? Um hotel divertido ou uma cidade para ser explorada?

Planejamento financeiro: com o contexto da viagem definido, chega a hora de fazer contas. Aqui as crianças não se envolvem, claro, mas elas podem ter seu próprio planejamento de finanças. Por exemplo, o dinheiro guardado da mesada pode virar um presente durante a viagem. Ou aquela sobremesa extra.

Criação do roteiro: definido o lugar, planeje as atividades de cada um dos dias da viagem. Nisso a criança pode ajudar – e muito! Vale definir que durante as manhãs os pais escolhem a atividade, à tarde os filhos e à noite vocês vão fazer algo que todo mundo goste. “Acredito que os pais não devam escolher um lugar que lhes dê ‘um descanso de seus filhos’, mas sim que os faça sentir tamanha felicidade em poder brincar sem preocupações, que os faça voltar à criança que foram e, com isso, a família fique mais ainda unida. É legal a criança brincar? É. Mas, se todo mundo brincar junto, a família volta a se olhar como tal”, afirma Alexandre Sansão, filho de Sueli e Nilton, gerente de lazer do Santa Clara Eco Resort, em Dourado (SP).

Se o destino inclui um hotel com recreação, vale pedir a programação antecipadamente, para que seu filho já saiba o que esperar das atividades. “Sobre a estadia é importante consultar se o hotel escolhido possui um restaurante infantil ou cardápio dedicado aos pequenos hóspedes; para os bebês é importante que o estabelecimento tenha uma copa de mamadeiras 24 horas. Esses pontos irão facilitar muito. Sobre a programação vale verificar o horário dos equipamentos de lazer e se o hotel possui todos os serviços disponíveis no período em que estará hospedado”,