Plano São Paulo: Governo dá detalhes sobre fim do isolamento e fala sobre curva de contaminação

Em entrevista coletiva no início da tarde, foi anunciado sobre como será o processo de flexibilização, além de novas informações sobre o número de casos no Estado

Resumo da Notícia

  • O Governo de São Paulo afirmou que o fim da quarentena será feito de forma gradual
  • A entrevista coletiva foi realizada na tarde desta quarta-feira, 22 de abril
  • A data limite da quarentena será em 10 de maio
  • João Dória deu detalhes de como o novo plano irá funcionar
O fim da quarentena acontecerá de forma gradual (Foto: Getty Images)

Nesta quarta-feira, 22 de abril, o Governo de São Paulo, em coletiva, afirmou que a curva de contaminação foi achatada no estado. No dia 10 de maio, data limite do isolamento, a quarentena irá completar 47 dias e João Dória, governador do Estado, disse ainda que a data será mantida.A abertura do isolamento, chamada de Plano São Paulo, será feita de forma gradual e em fases, sendo elas regionalizadas e setoriais. Os critérios, que serão adotados para as próximas duas semanas são: a preparação do sistema de saúde, sociedade e setor econômico.

-Publicidade-

“O Governo se compromete em mostrar de forma transparente a disseminação do vírus e ir acompanhando a evolução para saber se podemos prosseguir com a abertura da quarentena”, afirmou João Dória. Sobre o achatamento da curva, foi explicado ainda que o Brasil teve uma quarentena entre 50% e 60% da população, não sendo necessário assim usar o sistema de Iockdown, que outros países implementaram.

João Dória anunciou as novas medidas para o Estado de São Paulo (Foto: reprodução / vídeo Facebook)

Durante a flexibilização, três zonas serão observadas para que se mantenha o controle. São elas: a zona vermelha, com novos casos de contaminação por coronavírus e alta ocupação de leitos em UTIs; zona amarela, número estável de pacientes contaminados e ocupação adequada dos leitos; e zona verde, baixo número de novos casos, ocupação em UTI, testes disponíveis para sintomáticos e suspeitos e protocolos setoriais implementados. O objetivo é que se atinja a zona verde após a abertura do isolamento.

-Publicidade-

De acordo com Henrique Meirelles, secretário de Fazenda e Planejamento de São Paulo, o retorno acontecerá de forma gradual e ainda será dividido por cidade e setores de economia.

-Publicidade-