Plataforma online irá ajudar professores a ensinar educação financeira em escolas públicas

O Projeto Educação Financeira Transforma foi promovido pelo Instituto XP e Nova Escola

Resumo da Notícia

  • Uma plataforma online foi criada para auxiliar os professore com uma nova matéria
  • A matéria irá abordar 'Educação Financeira' nas escolas públicas
  • O projeto Educação Financeira Transforma foi promovido pelo Instituto XP e Nova Escola

Professores da rede pública terão acesso a uma plataforma online que irá ajudar eles a ensinar sobre ‘Educação Financeira’ aos alunos. O Projeto Educação Financeira Transforma foi promovido pelo Instituto XP e Nova Escola e apoiará o ensino sobre dinheiro, consumo e orçamento familiar nas escolas.

-Publicidade-

A trilha de conteúdo, destinada a professores de Ensino Fundamental da rede pública, foi criada com base em pesquisa que apontou que 34% dos educadores se sentem pouco preparados ou ‘nem preparados nem despreparados’ para abordar o assunto.

“Estamos falando de um tema que é tabu, pouco discutido nas escolas e nos lares”, disse Danielle Brandão, coordenadora pedagógica da Nova Escola. A pesquisa foi realizada com mais de mil professores da rede pública entre novembro e dezembro de 2021, e 72% acreditam que seja necessário a abordagem desse tema nas escolas.

A plataforma online irá ajudar os professor na 'Educação Financeira'
A plataforma online irá ajudar os professor na ‘Educação Financeira’ (Foto: Reprodução/Folha de São Paulo/Nova Escola)

Entre os temas oferecidos no programa estão: origem do dinheiro e do orçamento familiar, relações de consumo na sociedade e o impacto do planejamento na saúde financeira familiar e instituições. Os planos de aula e os conteúdos estão disponíveis no site.

O conteúdo vai dialogar com as competências gerais da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e com as específicas para além das aulas de Matemática, como Língua Portuguesa, Geografia, História, Ciências e Arte. Os planos de aulas servem como guias para serem adaptados à realidade do ensino público em todo o país. “O material chega ao professor, que amplia seu repertório, leva para a sala de aula e essa conversa entra dentro de casa”, disse Danielle Brandão.