Polícia encontra câmera desativada no quarto de Henry Borel

O objeto foi encontrado durante uma perícia complementar no apartamento do casal

Resumo da Notícia

  • Polícia encontra câmera desativada no quarto de Henry Borel
  • O objeto foi encontrado durante uma perícia complementar no apartamento do casal
  • A câmera estava dentro da caixa e desmontada
  • Monique Medeiros já falou em vários depoimentos sobre a vontade de instalar câmeras de segurança no quarto do garoto

A Polícia Civil do Rio de Janeiro achou uma câmera de segurança guardada dentro do quarto de Henry Borel, na casa onde ele morava com a mãe, Monique Medeiros, e o padrasto, Dr. Jairinho. O objeto foi encontrado durante uma perícia complementar no apartamento do casal. De acordo com o que os investigadores disseram ao G1, a câmera estava desmontada e guardada dentro de uma caixa.

-Publicidade-
Polícia encontra câmera desativada no quarto de Henry Borel (Foto: Reprodução/TV Record)

O pai do menino, Leniel Borel, já tinha falado sobre o assunto, em uma entrevista ao Jornal Hoje. Na época, ele contou que Monique tinha contado a ele que havia instalado uma câmera na casa. “Após a sessão da psicóloga, ela falou para mim que tinha colocado a câmera e a câmera não mostrava nada. Quando eu vi a foto do quartinho do Henri eu falei assim: ‘ah tá ali sim, a luz com câmera’. Acho que era aquela ali que estava do lado esquerdo da cama”, contou ele.

Vários depoimentos mostraram que Monique tinha a intenção de colocar uma câmera no quarto do garoto para tentar capturar os momentos entre ele e Dr. Jairinho. Durante a conversa divulgada entre ela e a babá, Thayná Ferreira, Monique deixa claro essa intenção. Veja o trecho abaixo:

  • 16:50 – MONIQUE: O que
  • 16:50 – THAYNA: Você um dia falar que vai demorar na rua
  • 16:50 – THAYNA: E ficar aqui em algum lugar escondida
  • 16:50 – THAYNA: Ou lá em baixo
  • 16:50 – THAYNA: E chegar do nada
  • 16:50 – MONIQUE: Ele foi pro nosso quarto ou o do Henry?
  • 16:50 – THAYNA: Para o seu quarto
  • 16:51 – MONIQUE: Eu vou colocar microcâmera
  • 16:51 – THAYNA: É sempre no seu quarto
  • 16:51 – MONIQUE: Me ajuda a achar um lugar
  • 16:51 – MONIQUE: Depois eu tiro
  • 16:51 – THAYNA: Meu padrinho instala câmeras
  • 16:51 – THAYNA: Tem até empresa de câmera
  • 16:51 – MONIQUE: Mas tem que ser imperceptível

A cabeleireira do salão onde Monique frequenta também falou sobre o interesse dela por câmeras de segurança, no depoimento que deu à polícia. Durante o depoimento, a cabeleireira contou que ouviu algumas conversas telefônicas de Monique e que ela, inclusive, ligou por vídeo para o filho enquanto estava no salão. Ainda segundo o que ela falou, Monique havia perguntado à cabeleireira se ela conhecia alguma loja que vendia câmeras de shopping. A mãe, então, disse que estava com pressa e precisava ir embora. Monique ainda voltou no salão outras duas vezes.