Polícia prende suspeito de assediar pelo menos 70 crianças em rede social

O homem foi detido em Teresina e transferido para o Centro de Detenção Provisória na Papuda, Distrito Federal. A polícia acredita que as investigações irão descobrir mais vítimas

Resumo da Notícia

  • Um homem foi preso suspeito de abusar sexualmente de pelo menos 70 crianças
  • O caso está sendo investigado desde março deste ano
  • O suspeito foi levado para o Centro de Detenção Provisória na Papuda, DF

Absurdo! Um homem foi preso na última quarta-feira, 21 de julho, em Teresina por agentes da 13ª Delegacia de Polícia Civil do Distrito Federal, suspeito de assediar sexualmente de pelo menos 70 crianças ao redor de todo o Brasil.

-Publicidade-

Depois de ser detido, o suspeito foi levado para o DF e está preso no Centro de Detenção Provisória na Papuda. Os abusos sexuais cometidos contra as crianças estão sendo investigados desde que houve uma denúncia, em março deste ano.

Para atrair suas vítimas, o homem criou diversos perfis falsos no Instagram e se passava por uma menina para fazer contato com crianças e adolescentes que usam o aplicativo. Após uma primeira conversa, ele pedia para que mandassem uma foto delas sem roupa ou fazendo algum gesto sexual.

(Foto: Freepik)

Depois de receber as fotos, o homem suspeito enviava as imagens para amigos dessas vítimas em outros perfis falsos na mesma rede social. As investigações identificaram mais de 70 crianças e adolescentes que foram vítimas desse homem ao redor de todo o Brasil, mas a polícia acredita que esse número ainda aumente conforme as pesquisas avancem.

Abuso sexual infantil: veja como ensinar seu filho a se proteger e denunciar os casos

Você já conversou com seu filho sobre o que é abuso sexual? O tema é bastante delicado, mas as crianças precisam se sentir seguras para contar aos pais ou para pessoas de confiança quando alguém tenta tocá-las de forma inapropriada ou até abusá-las de alguma forma. Por se tratar de um assunto que ainda é considerado tabu, muitas pessoas ignoram o problema. Só que é muito importante dizer para seu filho que, sempre que ele se sentir incomodado com algum toque, ele deve dizer “não” e contar imediatamente para alguém de confiança o que está acontecendo.

Falar sobre sexualidade com as crianças é um dos melhores caminhos para evitar os abusos sexuais. A Organização das Nações Unidas já se posicionou dizendo que a educação sexual ajuda a evitar casos de violência, abuso infantil e gravidez na adolescência. A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) também defende a informação de qualidade como um dos melhores jeitos de prevenção. E os especialistas são categóricos: essa é uma conversa que deve começar dentro de casa.

Você não precisa (e nem deve) bombardear seu filho com todas as informações de uma vez só. O ideal é que as explicações venham aos poucos, quando a criança der “brechas” para isso. Um estudo publicado no Journal of Adolescent Health mostrou que uma única conversa não resolve o problema. É preciso que esse papo aconteça de forma constante e natural, desde cedo. Veja mais informações sobre o assunto e como proteger o seu filho de abusos.