Política britânica é criticada após levar filha de 3 meses para o Parlamento

Stella Creasy recebeu um e-mail por parte das autoridades da Câmera dos Comuns na Inglaterra que criticava a conduta da mãe

Resumo da Notícia

  • Stella Creasy decidiu levar a filha caçula para o trabalho
  • Ela trabalha no Parlamento britânico
  • A inglesa recebeu um e-mail das autoridades afirmando que ela não poderia levar o bebê para o local

Como assim? Ontem, dia 23 de novembro, Stella Creasy, uma parlamentar britânica que representa no Parlamento inglês a população do distrito de Walthamstow, na Inglaterra, foi repreendida pelos demais políticos por levar o bebê de 3 meses para o trabalho.

-Publicidade-
Stella levou o bebê de três meses para o Parlamento
Stella levou o bebê de três meses para o Parlamento (Foto: Reprodução Getty Images)

Stella, que é mãe de outras duas crianças que já a acompanharam no Parlamento, não acreditou após ser alertada por e-mail de que a sua atitude não havia agradado as autoridades da Câmara dos Comuns.

De acordo com apurações feitas pelo jornal britânico The Guardian, a mensagem enviada para a parlamentar afirmava que os políticos não devem tomar o assento enquanto estiverem com uma criança, dado a última edição das regras de comportamento da Câmara dos Comuns que foi publicada em setembro.

Indignada com a situação, a inglesa decidiu compartilhar a revolta com os seguidores no Twitter.”Aparentemente, o Parlamento escreveu uma regra que significa que não posso levar meu bebê bem comportado de 3 meses dormindo enquanto falo na Câmara. (Ainda não há regra sobre o uso de máscaras)”, escreveu ela. Para ver este conteúdo, clique aqui. 

A parlamentar inglesa desabafou sobre a situação no Twitter
A parlamentar inglesa desabafou sobre a situação no Twitter (Foto: Reprodução Twitter @stellacreasy)