Preparando o filho para o mundo: impor limites e ter uma rede de apoio é essencial nesse processo

Não existe receita, cada família tem sua maneira de criar a criança. Mas existem formas e pessoas que ajudam no processo de desenvolvimento

Fadelito Edicação Infantil

Resumo da Notícia

  • Educar uma criança é um processo árduo para os pais
  • Em meio a diversas questões e novidades, por muitas vezes é difícil distinguir o certo, do errado
  • Claro, que com o tempo, definir algumas posturas com seu filho fica mais fácil e a escola tem um papel fundamental nesse processo

Educar uma criança é um processo árduo para os pais. Em meio a diversas questões e novidades, por muitas vezes é difícil distinguir o certo, do errado. Claro, que com o tempo, definir algumas posturas com seu filho fica mais fácil. Mas, quais dificuldades comuns os pais têm com filhos pequenos?

-Publicidade-

Estabelecer uma comunicação adequada, repreender, ajudar no processo de desenvolvimento e aprendizado. Tudo isso é novo, então é importante entender as melhores formas de lidar com a criança. Em cada fase da vida, seu filho vai absorver um tipo de informação. Para te ajudar nessa missão, existem escolas, como a Fadelito, que visam agregar à aprendizagem do seu filho com diversos estímulos e uma educação socioafetiva – mas ainda assim, a relação com os pais influencia e pode ajudar nesse processo.

Educar também é aprender!

É normal, as habilidades maternas e paternas se iniciam durante a gravidez e são aprimoradas durante o convívio com a criança. Então está tudo bem não saber o que fazer (por muitas vezes!). Não existe receita, cada família tem sua maneira de criar o filho e de prepará-lo para o mundo.

Contudo, existem dificuldades comuns, como impor limites por exemplo. Até que ponto seu filho pode fazer as próprias vontades? Educar positivamente está longe de ser fácil, então às vezes é preciso saber dizer “não”. Ser permissivo demais com a criança pode prejudicá-la.

Em certa idade, as crianças começam a desafiar a família e buscar o ponto que não podem ultrapassar. Nesse momento, elas precisam de limites claros. Proibições e formas de condutas são muito importantes para o desenvolvimento. Sem isso, elas podem ter inseguranças graves ao longo da vida, além de não saberem se posicionar.

Fazer tudo pelo filho, provavelmente é o principal desejo dos pais. Mas, tenha atenção! Existem tarefas que a criança já pode realizar sozinha, existem limites que precisam ser respeitados e seu filho precisa entender. Ser superprotetor é prejudicial ao desenvolvimento social.

É preciso impor limites para seu filho
É preciso impor limites para seu filho (Foto: Fadelito)

Normalmente essas crianças crescem mandonas e se sentem no centro do mundo. Por esse motivo, não conseguem se adaptar na escola, sentem-se inseguros e desmotivados toda vez que as coisas não acontecem como desejam. Para lidar com isso, além do não e de muita paciência, ter uma comunicação clara é fundamental.

Seja com o uso de palavras, imagens, linguagem corporal ou o tom de voz adequado, é preciso fortalecer uma ponte de empatia e conexão com seu filho. Para isso, use palavras amáveis e gentis; seja atencioso, paciente, amoroso e respeitoso.

A criança é cheia de direitos, mas têm alguns deveres. Quando os pais têm o controle da situação, eles formam uma pessoa melhor e que consegue se desenvolver em várias áreas da vida, inclusive na escola.

A importância da rede de apoio

Existe uma frase que diz que “é preciso uma aldeia inteira para educar uma criança”. Por isso, ter uma rede de apoio é primordial para que a educação do seu filho seja mais rica e construtiva – além de evitar que os cuidados com a criança sejam centralizados apenas na figura da mãe e do pai.

A interação com outros adultos e crianças é uma das coisas mais importantes para a educação do seu filho. Por isso, quanto mais gente para cuidar, amar e trocar experiências, melhor!  Afinal, uma rede de apoio sólida e com pessoas diferentes faz com que a criação se torne uma experiência rica para todos.

Assim, a criança entra em contato com diversas perspectivas de mundo e constrói o próprio senso crítico. Além disso, quanto mais a família estiver próxima, mais acolhimento, amor, amparo e cuidado seu filho terá.

Baby Learning

Além disso, existem outras maneiras de estimular esse desenvolvimento. Os pais e profissionais da educação, podem estimular as crianças e influenciar diretamente nas habilidades futuras de raciocínio, na forma de se relacionar socialmente e adaptação aos novos ambientes.

Pensando nisso, a Fadelito, escola que proporciona o desenvolvimento integral das crianças de 0 a 6 anos, em parceria com uma equipe técnica composta por pedagogas, pediatras e fisioterapeutas especialistas em desenvolvimento infantil, criou o Projeto Baby Learning.

Os pais e profissionais da educação, podem (e devem!) estimular o desenvolvimento das crianças
Os pais e profissionais da educação, podem (e devem!) estimular o desenvolvimento das crianças (Foto: Fadelito)

A ideia é ajudar os pais na missão de estimular os bebês. Levar o filho à escola significa ter um ambiente acolhedor, com uma equipe especializada e atenciosa para proporcionar além do desenvolvimento da criança, ajuda na construção de laços de amizade, que neste processo, são tão essenciais.

“Nossa filosofia está fundamentada no conhecimento de si e do outro, e no preparo para a vida, para construção de identidade e pertencimento da criança em relação ao mundo. Valores como o respeito ao próximo, solidariedade e empatia são práticas presentes em nosso dia a dia”, explica Juliana Fadel, Diretora Geral Pedagógica da Fadelito.