Primeira-ministra da Nova Zelândia cancela casamento após alta de casos da Ômicron

Jacinda Ardern decidiu impor novas restrições no país após uma família ser diagnosticada com nove casos da nova variante

Resumo da Notícia

  • A primeira-ministra da Nova Zelândia anunciou que adiará o casamento
  • A decisão aconteceu no momento em que o país enfrenta nova onda de casos da Covid-19
  • Ela e Clarke Gayford são pais de Neve, de 3 anos de idade

Neste domingo, 23 de janeiro, Jacinda Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia, anunciou que irá adiar os planos do casamento com Clarke Gayford, após decisão do governo em impor novas restrições para tentar frear o aumento de casos da Covid-19 no país, causados pela variante ômicron. O casal já possui uma filha, Neve, de 3 anos de idade.

-Publicidade-

“Meu casamento não vai acontecer. Não sou diferente, ouso dizer, de milhares de outros neozelandeses que tiveram impactos muito mais devastadores (na pandemia)”, disse Jacinda durante entrevista coletiva. Ao ser questionada pelos repórteres como ela se sentiu sobre a decisão de cancelar o evento, a primeira-ministra lamentou: “Assim é a vida”.

Jacinda Ardern em pronunciamento (Foto: reprodução Instagram / @jacindaadern)

Apesar de não ter divulgado a nova data para realização da cerimônia,  a imprensa local pressupões que a líder do Partido Trabalhista se case em breve. Segundo a agência Reuters, a crise atual enfrentada pela Nova Zelândia aconteceu depois que o país registrou nove casos da variante ômicron, após uma família viajar das ilhas do norte para o sul para participar, coincidentemente, de uma festa de casamento.

Para conter a transmissão comunitária, a Nova Zelândia promete endurecer as regras para o uso de máscaras e limitar o número de pessoas em encontros, a partir da meia-noite de hoje. Eventos como casamentos terão um limite para receber 100 pessoas.

Família

Jacinda Ardern, primeira-ministra da Nova Zelândia, estava fazendo uma transmissão ao vivo para o país sobre as flexibilizações das leis em relação a Covid-19 e a filha, Neve, de 3 anos, interrompeu cobrando atenção da mãe.

“Mãe?”, chamou a pequena. “Você tem que estar na cama, querida”, respondeu a ministra após ser interrompida. “Não!”, se opôs a filha. “É hora de dormir, querida, volte para a cama. Vou ver você em um segundo”, disse Ardern, que em seguida, retornou ao discurso, pedindo desculpas ao público.

Primeira Ministra da Nova Zelândia tem discurso interrompido pela filha
Primeira-ministra da Nova Zelândia tem discurso interrompido pela filha (Foto: Reprodução / Facebook / Jacinda Ardern)

“Bom, a hora de dormir não funcionou. Achei que seria uma boa hora para fazer uma Facebook Live, seria bom e seguro. Os filhos de mais alguém levantam três, quatro vezes, depois da hora de dormir? Felizmente, minha mãe está aqui para ajudar”, disse ela.

Ardern tenta, mais uma vez, retomar o assunto: “Bem, onde estávamos?”. Mas a pequena insistiu em ter a presença da mãe: “Por que está demorando tanto?”, questionou. A mãe, concluiu a transmissão para colocar a filha para dormir. “Sinto muito, meu amor, está ficando longo. Bem, desculpe a todos, vou colocar Neve na cama, porque é tarde para ela. Obrigada por me acompanharem”, finalizou.

Essa não á a primeira vez que pequena chama atenção do público. Afinal, a primeira-ministra, se tornou a segunda a dar à luz estando no cargo, em 2018. A primeira, foi Benazir Bhutto, do Paquistão.