“Princesa Diana estaria dando piruetas” diz especialista sobre decisões de Harry e Meghan

Segundo Andrew Morton a falecida princesa estaria orgulhosa ao ver o filho se tornando independente

Resumo da Notícia

  • Andrew Morton é um autor e especialista na Família Real
  • O autor contou que se a Princesa Diana estivesse viva ela estaria orgulho de Harry e Meghan
  • O casal ex-duques de Sussex decidiram sair da família real em Janeiro de 2020

O príncipe Harry e Meghan Markle anunciaram a saída real com grande alarde em janeiro de 2020, eventualmente se mudando para a Califórnia com o filho Archie e dando as boas-vindas ao bebê Lilibet nos Estados Unidos em junho de 2021. Agora, de acordo com um biógrafo real, a falecida mãe do duque de Sussex, a princesa Diana , aprovaria as decisões de seu filho.

-Publicidade-

“Ela estaria dando piruetas”, disse Andrew Morton à “Us Weekly”: “Ela ficaria emocionada. Vendo que Harry tornou a si mesmo e a Meghan humanitários independentes, independentemente do que o palácio pudesse dizer, ela teria aplaudido isso.”

Desde que deixaram o Reino Unido, Harry e Meghan alinharam-se por trás de uma variedade de causas diferentes, incluindo a promoção da vacinação COVID-19, promoção da educação e promoção de licença parental remunerada nos EUA, entre outras.

Meghan e Harry são pais de Lilibet e Archie
Meghan e Harry são pais de Lilibet e Archie (Foto: Getty Images)

Morton, autor de “Meghan e o Desmascaramento da Monarquia”, também especulou que o Príncipe Charles pode estar desesperadamente se preparando antes do lançamento de “Memórias do Príncipe Harry”, que aparentemente já está escrito, embora esteja programado para ser lançado no final de 2022. “Era o Príncipe Charles, eu procuraria uma pilha de casacos para me esconder”, acrescentou Morton. “Acho que veremos Charles mais uma vez na linha de fogo.”, finalizou o autor.

Para Morton, se houver qualquer desavença entre o príncipe de Gales e o filho mais novo (e parece que há), o duque não terá vergonha de expor isso. “O problema com Harry é que se você fizer uma pergunta direta, ele lhe dará uma resposta direta”, diz o especialista. Um ano antes do lançamento planejado, o livro de memórias real já está gerando bastante polêmica.