Príncipe Harry abre o jogo após boato sobre esperar morte da rainha Elizabeth para lançar livro

Uma fonte próxima da família real teria dito ao Daily Mail sobre um segundo livro que o príncipe Harry estaria escrevendo. Recentemente, ele anunciou sobre o lançamento de uma autobiografia

Resumo da Notícia

  • O príncipe Harry falou sobre o boato de que estaria escrevendo um segundo livro e que ele seria lançado após a morte da avó, a Rainha Elizabeth
  • Os advogados de Harry entraram em contato com a imprensa para esclarecer o que aconteceu
  • A informação foi contada ao Daily Mail a partir de uma fonte próxima da família

Cerca de uma semana depois de anunciar sua autobiografia, o príncipe Harry esclareceu sobre o boato de que estaria preparando mais um livro para ser lançado após a morte da avó, a rainha Elizabeth II. A partir de fontes próximas da família, a notícia foi publicada pelo jornal britânico Daily Mail.

-Publicidade-

As fontes disseram que Harry havia assinado um contrato para quatro publicações diferentes e que o segundo livro da autobiografia ficaria “retido até depois do falecimento” da rainha. O jornal disse ainda que estaria incluso um guia de bem-estar, assinado por Meghan Markle. A proposta estaria negociada em torno de R$ 207,6 milhões.

Após saberem da notícia, os advogados do príncipe Harry entraram em contato com o Daily Mail para esclarecer. Os relatos então seriam “falsos e difamatórios” e disseram que, no momento, o duque de Sussex estaria apenas trabalhando em sua autobiografia.

Os advogados do príncipe Harry desmentiram que ele estaria escrevendo mais um livro para ser publicado após a morte da avó (Foto: Reprodução/ Instagram)

“O duque não está esperando pela morte da avó para escrever um segundo livro; há apenas um livro de memórias planejado pelo duque e que será publicado no próximo ano; os editores não voaram para os Estados Unidos; o acordo de publicação não foi negociado pessoalmente pelo duque, e os números são imprecisos; ele não trouxe pessoalmente um ‘pacote’ para a mesa”, retificou o Daily Mail.

No dia 19 de julho, o príncipe Harry anunciou sobre sua autobiografia: “Não estou escrevendo isso como o príncipe que nasci, mas como o homem que me tornei. Usei muitos chapéus ao longo dos anos, tanto literal quanto figurativamente, e minha esperança é que, ao contar minha história – os altos e baixos, os erros, as lições aprendidas – eu possa ajudar a mostrar que, não importa de onde viemos, temos mais em comum do que pensamos”, disse em um comunicado. O livro será publicado pela editora Penguin Random House e deve chegar às lojas no final do ano que vem. Todo o dinheiro recebido pelas vendas será destinado a instituições de caridade.