Príncipe Harry escreve prefácio de livro infantil para ajudar crianças a passarem pelo luto

“Hospital by the hills” será lançado no final de maio e fala com crianças e jovens que perderam algum familiar para a pandemia do coronavírus. No livro, príncipe Harry relembra a mãe e conta um pouco sobre o processo de entender o sentimento

Resumo da Notícia

  • Príncipe Harry escreveu o prefácio de um livro infantil sobre luto
  • "Hospital by the Hills" foi escrito para crianças que perderam entes queridos para a Covid-19
  • Harry falou sobre sua experiência com o luto após perder a mãe em 1997 por causa de um acidente de carro

O príncipe Harry trouxe um grande foco de atenção para a família real após participar de uma entrevista com a esposa, a duquesa de Sussex Meghan Markle, para a apresentadora Oprah. Durante a conversa, muitas polêmicas foram colocadas em cima da mesa – inclusive o comportamento racista por parte dos membros da realeza quando começaram a questionar quão escura seria a pele de Archie, primeiro filho de Meghan e Harry.

-Publicidade-

A novidade agora é outra, completamente fora de qualquer polêmica: Harry foi responsável por escrever o prefácio de um livro infantil sobre luto, pensado para crianças que perderam pessoas queridas por causa da pandemia da Covid-19. Na última sexta-feira, 19, uma publicação feita pelo Hello, Canada mostrou que Harry abriu o coração sobre a morte da mãe, a princesa Diana, que perdeu a vida em 1997 após um acidente de carro.

Hospital by the hill” será gratuito para crianças de todas as idades que tenham passado pela perda de alguém querido por causa do novo coronavírus. A intenção é que o lançamento do livro seja em 23 de maio, data em que também é celebrado o Dia Nacional de Reflexão da Grã-Bretanha.

-Publicidade-
“Hospital by the Hills”: príncipe Harry fala sobre o luto após perder a mãe, princesa Diana, em 1997

Veja trechos do prefácio que príncipe Harry escreveu

Se você está lendo este livro, é porque perdeu seu pai ou um ente querido, e embora eu gostaria de poder abraçá-lo agora, espero que esta história seja capaz de lhe proporcionar conforto em saber que você não está sozinho. Quando eu era jovem, perdi minha mãe. Na época eu não queria acreditar ou aceitar, e deixou um enorme buraco dentro de mim. Eu sei como você se sente, e quero garantir que com o tempo esse buraco será preenchido com tanto amor e apoio. Todos nós lidamos com a perda de uma maneira diferente”.

“Nós nunca nos conhecemos, mas sei que essa pessoa era especial para você, e era alguém incrivelmente gentil, carinhoso e amoroso por causa de onde escolheu trabalhar. Ajudar os outros é um dos trabalhos mais importantes que qualquer um pode fazer. Você pode se sentir sozinho, pode se sentir triste, pode se sentir com raiva, pode se sentir mal. Esse sentimento vai passar. E farei uma promessa a você – você se sentirá melhor e mais forte quando estiver pronto para falar sobre como isso faz você se sentir. Espero que este livro ajude a lembrá-lo de quão especial era seu pai ou ente querido. E como você também é especial”.