Príncipe William e Charles são gravemente acusados após polêmica na família real

Um novo livro, escrito pelo jornalista Nigel Cawthorne explicou a saída conturbada de príncipe Harry e Meghan Markle, além de dar detalhes do que poderia ter realmente acontecido

Resumo da Notícia

  • Um livro polêmico sobre a família real foi lançado
  • O jornalista Nigel Cawthorne deu detalhes sobre a saída de Harry e Meghan Markle
  • O príncipe William e Charles foram gravemente acusados
  • Veja o que aconteceu
A polêmica envolve a saída conturbada de Meghan Markle e príncipe Harry da família real (Foto: reprodução / Instagram @sussexroyal)

Em mais um livro polêmico prestes a ser lançado sobre a família real, a obra “Prince Andrew, Epstein And The Palace” traz uma grave acusação contra o príncipe William e Charles. A explicação é de que eles teriam sido os responsáveis por “soltar” informações de que Meghan Markle e o príncipe Harry deixariam os cargos seniores antes da hora.

-Publicidade-

De acordo com o autor e jornalista Nigel Cawthorne, eles estavam planejando a saída da família real britânica há algum tempo, para que tudo pudesse ocorrer de forma tranquila e em segredo, o que no entanto não aconteceu. No livro é explicado que William e Charles acharam a oportunidade certa para “se livrarem” dos duques, pois estavam insatisfeitos com as expectativas da monarquia, além de tentaram abafar os escândalos do príncipe Andrew.

Segundo o jornalista, o plano teria começado com o príncipe Charles (Foto: reprodução/ Getty Images)

“Os dois herdeiros encontraram uma causa em comum que a monarquia precisava podar, começando com seus irmãos de mentes independentes, Andrew e Harry. A facção de Charles no palácio viu claramente que foi criada uma oportunidade de remover não apenas Andrew, mas também Harry dos compromissos reais“, disse Nigel no livro.

-Publicidade-
O duque teria ficado abalado com a decisão, mas seguiu em frente com ela (Foto: Getty Images)

O autor contou ainda que William teria ficado bastante chocado com o plano, mas soube entender que aquilo seria “o melhor a se fazer” pela família real. No dia da entrevista de Harry e Meghan, foram vazadas as primeiras informações sobre a decisão do casal e apenas algumas horas antes do “Newsnight”, o termo “Megxit” já circulava nas redes sociais. “Harry e Meghan estavam discutindo sua saída do Reino Unidos por meses em segredo, mas o vazamento oportuno no dia da entrevista removeria dois príncipes seniores da instituição de uma só vez, enquanto as manchetes obrigariam o palácio a se pronunciar”, concluiu.

-Publicidade-