Priscila Fantin fala sobre relação do filho com marido e comenta dificuldades da maternidade

Ela abriu o jogo sobre a vida da família na pandemia em entrevista à Adriane Galisteu

Resumo da Notícia

  • Priscila Fantin fala sobre relação do filho com marido em entrevista à Adriane Galisteu
  • Ela comentou também sobre os desafios da maternidade
  • Priscila é mãe de Romeo, de 9 anos, e casada com Bruno Lopes

Priscila Fantin abriu o jogo sobre o relacionamento do filho, Romeo, com o marido, Bruno Lopes. Em entrevista à Adriane Galisteu, ela também contou sobre a relação com Bruno durante a pandemia. Os dois são casados desde 2019 e começaram a namorar em 2017.

-Publicidade-

“Eu acho que foi assim, a convivência intensiva, 24 horas todo mundo, faz com que a gente tenha que ressignificar as formas de lidar com o outro e os conflitos que surgem normalmente na vida no dia a dia… Foi realmente um mergulho interno de cada um para conseguir conviver”, disse a atriz numa entrevista com o marido para o podcast “Fala Galisteu!”, de Adriane Galisteu.

Priscila Fantin fala sobre relação do filho com marido e comenta dificuldades da maternidade (Foto: reprodução Instagram)

Ela seguiu falando sobre a relação do marido com o filho, Romeo, de 9 anos.  “Romeu estava aprendendo na escola alguma coisa sobre família, relação familiar, quem mora na mesma casa. E ele desenhava lá na nossa casa, mamãe, papai e Romeu e ele desenhou o Bruno (no lugar do pai)… (…) E essa história da escola, que ele fazia esse desenho, foi antes de ele pedir para o Bruno ser o pai dele”, contou.

Ela disse que essa relação dos dois aconteceu de forma natural.  “A gente não forçou nada em momento algum. Em nenhum momento eu impus para o Romeo que eu ia me casar. A gente nem pensava em se casar. A gente estava namorando, mas era já uma relação muito profunda que a gente teve. Desde o começo, desde o primeiro momento a gente entendeu que a nossa relação, o que a gente sentia, era uma coisa que a gente não consegue conceber em raciocínio. É algo que realmente foge um pouco à nossa concepção racional. Então, o Romeo, ele foi se aproximando do Bruno de uma forma muito natural, de muita confiança, que era uma coisa difícil para ele. Ele não confiava em ninguém. Não se se sentia seguro com ninguém. E com o Bruno ele sentia essa segurança desde o começo. Ele contava com o Bruno. Ele pedia pelo Bruno”, comentou. Iniciar um relacionamento depois de ter filho não é fácil e é preciso levar algumas coisas em consideração, mas para Priscila, isso funcionou muito bem!

Priscila seguiu falando um pouco sobre a maternidade e a educação do filho. “Eu tenho muita dificuldade de ser firme e aí quando eu já tolerei demais e aí vou dar uma bronca, eu dou uma bronca um pouco desmedida. Então, o meu processo enquanto mãe é aprender a pontuar as coisas quando elas têm que ser pontuadas e aprender a ser firme de manter ali a rédea, porque, senão, eu viro brother, eu viro amiga, eu saio brincando junto e isso pode confundir, né, principalmente a relação dele comigo”, contou.

“Então, eu tenho essa dificuldade, eu sou assim, sou super brincalhona, sou quase uma criança quando eu estou junto com ele. Eu gosto de jogar bola… Enfim, eu sou super parecida com ele… Se deixar, eu fico lá no universo dele. Então eu tenho que ficar lembrando: “Não, peraí, eu tenho que botar limite, tenho quer educar”. Porque educar é muito difícil. O Bruno chegou na nossa vida para isso. Para colocar ordem nas coisas assim”, completou.