Probióticos: tire todas as dúvidas sobre a diferença que eles fazem na saúde intestinal da família

O uso de probióticos pode ser uma ajuda e tanto nessa busca pelo equilíbrio da microbiota intestinal desde a infância. Entenda como eles podem fazer a diferença em todas as fases da vida

Resumo da Notícia

  • Saiba como ajudar na saúde intestinal de toda a família
  • Entenda a importância da microbiota desde a infância
  • Veja como ela pode fazer a diferença em todas as fases da vida

Saúde intestinal é papo sério e os probióticos podem te dar uma mãozinha para deixar tudo em ordem! Você já deve ter ouvido falar que temos bactérias “do bem” e “do mal” no nosso intestino, mas você sabe qual o papel delas no nosso organismo? A microbiota, que se estabelece por volta dos três anos de idade, precisa de uma maturidade, desenvolvida a partir de experiências.

-Publicidade-
(Foto: Getty Images)

Na terça-feira, 6 de outubro, a Pais&Filhos e Cellera Farma  se juntaram para conversar sobre a importância dos probióticos para manter o equilíbrio da microbiota e garantir a saúde de toda a família. No bate-papo, com apresentação da editora-executiva da Pais&Filhos, Andressa Simonini, a pediatra e gastroenterologista, chefe do departamento de Gastropediatra da Sociedade Brasileira de Pediatria, Dra. Cristina Targa e a pediatra, alergista e imunologista do Hospital das Clínicas de São Paulo, Dra. Ana Paula Castro, tiraram as principais dúvidas sobre o assunto. 

Ao longo da vida, o equilíbrio da microbiota é atingido, mas alguns fatores podem interferir e prejudicar o processo. “Até os três anos, é meio como descobrir qual é a cara dela. Mas aí acontecem coisas que podem desarranjar. A mais clássica é ter que tomar o antibiótico, ficar doente, ou até mesmo algum agravo”, explica a Dra Ana Paula Castro.

-Publicidade-

Segundo Dra. Cristina Targa, a microbiota é como se fosse a nossa impressão digital. Para auxiliar no desenvolvimento, o primeiro contato que temos é o parto normal e o aleitamento materno. Com o passar dos anos, a pediatra reforça que as ações saudáveis são indispensáveis como, por exemplo, boa alimentação, exercícios físicos e sono regulado para manter o equilíbrio.

(Foto: Getty Images)

No período de gestação, os probióticos são recomendados por diversos especialistas. A Associação Mundial de Alergologia indica ainda que grávidas que têm risco de ter filhos com alergia ou que já tiveram, façam o uso. Vale lembrar que eles podem ser tomados em todas as fases da vida para garantir a saúde do intestino.

Conforme o uso é feito, a Dra. Ana Paula Castro reforça que o desenvolvimento para que ele chegue ao intestino deve ser cuidadoso. “Quando falamos ‘vou tomar um probiótico’, é importante que as pessoas saibam que estão tomando bactérias vivas e que elas precisam chegar vivas no intestino para ter a sua ação”. A Dra. Cristina Targa complementa ainda que a partir de uma alimentação saudável, eles também podem ser garantidos: “Se nos alimentarmos de forma saudável, estamos comendo probióticos e prebióticos em uma quantidade considerável”. 

Culturelle, que contém o probiótico Lactobacillus GG, possui eficácia e segurança comprovadas por mais de 35 anos de pesquisa e mais de 200 estudos clínicos realizados em adultos, gestantes e crianças. “Ele nos dá segurança, pois quando administramos um organismo vivo isso é essencial”, explica a Dra. Cristina Targa. Como alerta, ela complementa que é necessário ter muito cuidado e não manipular o probiótico em farmácia, pois a eficácia pode não ser garantida. “É legal saber que existe um estudo que avaliou, então isso faz diferença”, conclui a Dra Ana Paula Castro.

Assista à live completa:

Culturelle®, Culturelle Saúde Digestiva® e Culturelle Junior® são marcas da DSM. LGG® é uma marca registrada da Chr. Hansen A/S. Reg. MS: 673990004/673990003/673990002. O MINISTÉRIO DA SAÚDE INFORMA: APÓS OS 6 (SEIS) MESES DE IDADE CONTINUE AMAMENTANDO SEU FILHO E OFEREÇA NOVOS ALIMENTOS.

-Publicidade-