Professor compra cadeiras para alunos que sentavam no chão em escola na Nigéria

Ibikunle Titus Oloruntunmise se comoveu com realidade vivida pelos alunos e compartilhou a realidade da escola em seu Facebook

Resumo da Notícia

  • Um professor nigeriano decidiu doar cadeiras aos seus alunos que sentavam no chão;
  • Ibikunle Titus Oloruntunmise, aluno de doutourado, largou seu emprego como bancário para lecionar em escolas;
  • O nigeriano se comoveu com a situação dos alunos, e por isso, arrecadou fundos para doar as novas cadeiras à escola.

O nigeriano Ibikunle Titus Oloruntunmise, que trabalha como professor em uma escola secundária em Oyo, decidiu arrecadar fundos para melhorar as condições de estudo de seus alunos, que sentavam no chão, e comprou cadeiras novas para as crianças.

-Publicidade-

Ibikunle sempre teve uma grande paixão pela educação e seu poder de transformar a vida das pessoas. O homem tomou coragem para largar seu emprego como bancário e começou a trabalhar na Oranyan Grammar School, no estado de Oyo, na Nigéria.

Comovido com a dura realidade vivida pelos alunos, o doutorando da Universidade de Ibadan publicou em seu Facebook um desabafo da situação das crianças que sentavam no chão. “Entrei na aula do JSS1 há algumas semanas e encontrei alguns alunos sentados no chão. Perguntei e me disseram que eram aqueles que seus pais não podiam pagar para comprar cadeiras para eles”, disse o professor.

Ibikunle dessitiu da carreira como bancário para ajudar na educação da Nigéria
Ibikunle dessitiu da carreira como bancário para ajudar na educação da Nigéria (Foto: Reprodução/Facebook/Ibikunle Titus Oloruntunmise)

“Pensei comigo mesmo que a melhor maneira de remediar essa situação é começar a levantar fundos, de qualquer maneira, para fornecer cadeiras para os alunos”, escreveu o nigeriano. Logo após a publicação, Oloruntunmise conseguiu recolher dinheiro para a causa.

Em nova publicação, ele compartilhou algumas fotos das novas cadeiras que comprou para os alunos. A atitude genuína foi recebida com gratidão pelos estudantes e funcionários da instuitição de ensino que leciona. “A bela recepção que recebi hoje me motivou muito e me levou a fazer mais. É igualmente um desafio para todos ao nosso redor”, refletiu.