Professor usa colete que imita equipamento de aluna com escoliose para combater bullying contra garota

O professor de história, Deniro Machado, teve uma atitude para barrar o bullying que era propagado contra a Sophia Melo, aluna que faz tratamento contra escoliose

Resumo da Notícia

  • Professor toma atitude contra bullying propagado contra aluna que faz tratamento contra escoliose
  • O docente notou a agressividade contra a menina, e decidiu intervir de maneira ativa
  • O caso deixou todos da escola emocionados. Além de ter impactado positivamente a mãe de Sophia

Uma aluna passou a sofrer bullying por usar colete para um tratamento contra a escoliose, doença que causa um desvio lateral da coluna. Como medida para combater o preconceito exacerbado contra a menina, o professor de história, Deniro Machado, por meio do material E.V.A, criou uma réplica do equipamento. A partir disso, passou a usá-la em sala de aula, em apoio a estudante de uma escola particular localizada no Parque Guadalajara, em Caucaia, região metropolitana de Fortaleza.

-Publicidade-

A boa ação emocionou a Sônia Melo, mãe de Sophia Melo (11), aluna do 6º ano que sofria bullying dos demais estudantes. “Do nada ele apareceu com a imitação do colete e disse que iria usar com a Sophia. Foi uma atitude muito louvável, eu gostei demais. Agora a Sophia ficou mais motivada e vai toda feliz para a escola”, disse Sônia em entrevista ao G1.

Além disso, segundo a mãe, a menina foi diagnosticada com 11 graus de desvio, depois avançou para 17. Mas, em março de 2022, os exames mostraram que a criança estava com 35 graus da coluna. “Ela já tinha usado outro colete, o OTLS, que era mais discreto, ficava embaixo da blusa. Há uns três meses ela começou a usar o novo colete, que já é mais visível. Quando Sophia começou a ir com o novo colete um colega de sala chamou ela de corcunda, disse que ela era torta. O que deixou Sophia triste e com vergonha do tratamento”, contou a mãe.

Professor cria ação para combater bullying contra aluna
O professor de história decidiu ajudar a sua aluna, Sophia Melo, que sofria bullying de outros colegas (Foto: Reprodução/G1/Arquivo pessoal)

Ainda segundo entrevista do G1, quando o professor de história soube do ocorrido, imediatamente prestou solidariedade à Sophia. Em seguida, chamou o aluno que fez bullying com a menina, mais os seus responsáveis – para que todos pudessem conversar sobre a situação. Tempos depois, o Deniro apareceu me sala de aula usando a réplica do colete da aula, deixando a todos da escola surpresos e emocionados com a ação solidária.

“Sophia é uma aluna muito querida e que sempre me chamou atenção, pois eu sofria muito bullying quando criança por ser gordinho, me chamavam de botijão, entre outras coisas, e nenhum professor fez nada por mim. (…) Resolvemos a questão do bullying, mas eu não queria que parasse por aí, queria que ela se sentisse acolhida. Então fiz o colete de E.V.A, entrei na sala com ele e disse que a partir daquele dia eu e Sophia usaríamos o colete e que se alguém quisesse fazer bullying seria com nós dois. Os outros alunos aplaudiram e não houve mais casos”, disse o professor.

Em finalização, o docente disse: “Educação não é um trabalho e sim um chamado (…) Eu sempre tive a filosofia de vida que eu quero ser o professor que eu queria ter quando aluno, um professor que lutasse por mim. Ser professor não é só dar aula, é se envolver com os alunos”.