Professora arrecada fundos para alunos não passarem fome no Natal

A professora turca LeJeune Parker realiza a campanha desde que começou a lecionar na Lakewood Elementary School

Resumo da Notícia

  • Professora arrecadou dinheiro para doar alimentos aos alunos no Natal;
  • A turca LeJeune tem o objetivo de ajudar os alunos e famílias que estão em vulnerabilidade social;
  • Neste ano, a educadora superou a meta atingida nos últimos anos.

A turca LeJeune Parker, que dá aulas para alunos do ensino fundamental em Durham, na Carolina do Norte, realizou uma campanha beneficente para levantar dinheiro e com ele, doar alimentos aos alunos no Natal.

-Publicidade-

Desde que começou a lecionar na Lakewood Elementary School, a educadora realiza a ação. Neste ano, ela atingiu o marco de 106 mil dólares, pouco mais de meio milhão de reais. “Incrível, sem palavras. Isso me deixa sem palavras”, disse Parker à ABC7.  Parker e voluntários compraram alimentos não perecíveis para mais de 5.100 alunos de mais de 12 escolas públicas de Durham, cujas famílias poderiam passar fome durante as festas de fim de ano.

“Duas semanas é muito tempo para ficar fora da escola sem almoçar ou tomar café da manhã. São três refeições. As crianças comem muito. A comida é cara”, disse Parker. “Em 2018, quando fizemos 7 mil dólares pela primeira vez, alimentamos toda a escola”, disse Parker.

Este ano, LeJeune conta que haverá comida para o pessoal que trabalha nos colégios, incluindo motoristas de ônibus e funcionários do refeitório
Este ano, LeJeune conta que haverá comida para o pessoal que trabalha nos colégios, incluindo motoristas de ônibus e funcionários do refeitório (Foto: Reprodução/ Sunny Skyz)

Das 12 escolas onde os alunos estão recebendo carregamentos de mantimentos para o feriado, 98% delas recebem merenda escolar gratuita ou com valor reduzido. Para muitos, as escolas fornecem suas únicas refeições do dia, visto que estão em situação de vulnerabilidade social.

“Em 2018, quando fizemos 7 mil dólares pela primeira vez, alimentamos toda a escola”, disse Parker. Este ano, haverá comida sobrando para o pessoal que trabalha nos colégios, incluindo motoristas de ônibus e funcionários do refeitório.