Profissionais da Educação da rede municipal de SP já podem fazer testes para covid-19: entenda

A prefeitura de São Paulo liberou que os profissionais realizem os testes da covid-19 na cidade. Apesar de ser opcional, a Secretaria Municipal da Educação recomenda o procedimento

Resumo da Notícia

  • Os testes da covid-19 nos profissionais da Educação serão feitos em CEUs
  • É preciso agendar um horário antes de comparecer ao local da testagem
  • Apesar de não ser obrigatória, é recomendada pela Secretaria Municipal da Educação

Nesta segunda-feira, 5 de abril, profissionais da Educação da rede municipal podem realizar testes da covid-19. Apesar do processo ser opcional, a Secretaria Municipal da Educação (SME) recomenda que todos compareçam aos CEUs de referência para fazer o procedimento. É estimado que 140 mil profissionais realizem a testagem.

-Publicidade-

Vale lembrar que o serviço está disponível para todos os profissionais da Educação, indo além dos professores. São eles: Equipes Gestora, Docente e de Apoio, Auxiliares de Desenvolvimento Infantil, Instrutores de Bandas e Fanfarras, Auxiliares de Vida Escolar – AVE, Mães Guardiãs, estagiários, equipes de serviço de limpeza e cozinha terceirizada e os condutores e monitores do Programa de Transporte Escolar Gratuito – TEG.

Os testes da covid-19 não são obrigatórios, mas são recomendados pela Secretaria Municipal da Educação (Foto: Getty Images)

As testagens estarão disponíveis nos CEUs entre os dias 5 e 8 de abril. Para consultar o seu CEU de referência, a partir de cada unidade escolar, é só entrar no site da Secretaria Municipal da Educação. Clique AQUI para acessar. Com o intuito de evitar aglomerações, é importante agendar um horário específico nas unidades.

-Publicidade-

Antes de ir até o local para fazer a testagem no dia e horário agendado, é superimportante comparecer com o documento de identificação com foto, cartão do SUS e holerite, caso o profissional seja servidor municipal. De acordo com o prefeito Bruno Covas, as aulas presenciais na cidade de São Paulo estão autorizadas para o dia 12 de abril, desde que não ocorra a prorrogação da fase emergencial.

A partir do Decreto Municipal nº 60.118, de 12 de março de 2021, a educação foi classificada como um serviço essencial. Durante a retomada, é importante seguir os protocolos, que irão permanecer com a capacidade total de 35% dos alunos nas unidades de ensino. Para os CEIs, que atendem crianças de 0 a 3 anos, o limite é o mesmo, porém sem sistema de rodízio. Será dado como prioridade o atendimento para alunos filhos de profissionais de serviços essenciais: saúde, educação, assistência social, transporte público, segurança e serviço funerário.