Programa nacional Criança Feliz recebe maior prêmio do mundo na área de inovação para a educação

O ministro da Cidadania Osmar Terra recebeu o prêmio Wise Awards 2019 durante a Cúpula Mundial de Inovação para a Educação, no Catar

Osmar Terra recebe o prêmio Wise Awards, que reconhece e promove projetos comprovadamente eficazes que abordam desafios mundiais na área da Educação (Foto: Caio Passos/Ministério da Cidadania/Divulgação)

O Brasil venceu a edição de 2019 de um dos maiores prêmios internacionais da área de educação: o WISE Awards,  da Cúpula Mundial de Inovação para a Educação. O prêmio reconheceu o trabalho desenvolvido pelo programa Criança Feliz, do governo federal, como uma das principais e mais inovadoras iniciativas na área.

-Publicidade-

“Desaprender, reaprender: o que significa ser humano?” Guiados por essa pergunta e buscando respostas para os desafios da educação em um mundo cada vez mais complexo, conectado e tecnológico, mais de dois mil educadores, autoridades, especialistas e influenciadores de mais de 100 países estão reunidos em Doha, no Catar, para o Wise 2019, nesta quarta e quinta-feira (20 e 21 de novembro). 

O Criança Feliz foi um dos destaques, recebendo o reconhecimento do Prêmio Wise Awards como uma das seis iniciativas mais inovadoras do mundo no enfrentamento aos desafios globais de educação. O programa do governo federal foi selecionado entre 481 projetos, ao lado de outros da Inglaterra, França, Índia, Quênia, Ruanda, Jordânia, China e Estados Unidos. Considerada uma das mais concorridas e prestigiadas do mundo, a premiação reconhece e promove projetos comprovadamente eficazes que abordam desafios mundiais na área da Educação. Desde 2009, o Wise recebeu mais de 3.000 inscrições de mais de 150 países. O prêmio é concedido pela Fundação Qatar, presidida pela Sheikha Mozah bint Nasser Al Missned. Para chegar ao resultado final, o júri analisou critérios como a inovação e a capacidade de transformação nos  indivíduos, comunidades e sociedades, além da apresentação de um plano claro de desenvolvimento. 

-Publicidade-
O Criança Feliz recebeu o reconhecimento do Prêmio Wise Awards como uma das seis iniciativas mais inovadoras do mundo (Foto: Caio Passos/Ministério da Cidadania/Divulgação)

Ao receber o troféu, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, destacou o apoio do presidente da República, Jair Bolsonaro, para o avanço histórico do programa. “Todas as crianças nascem com o potencial de serem pessoas incríveis, o que acontece com elas durante a infância é que determinará o seu futuro. Temos que garantir que esses talentos se desenvolvam”, afirma.

Ainda segundo Osmar Terra, que está à frente do programa Criança Feliz, o apoio às famílias e às crianças nos primeiros mil dias de vida pode mudar o futuro das novas gerações. “O programa Criança Feliz teve um apoio decisivo do presidente Jair Bolsonaro e da primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Neste governo, mais que dobrou o número de atendimentos e vamos chegar a um milhão de crianças acompanhadas ainda esse ano. Esse apoio do programa às famílias é decisivo para fazer com que as crianças tenham uma escolaridade maior, uma profissão bem remunerada no futuro e possam ajudar a família a sair da pobreza”, ressalta.

Ao receber o troféu, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, destacou o apoio do presidente da República, Jair Bolsonaro, para o avanço histórico do programa (Foto: Caio Passos/Ministério da Cidadania/Divulgação)

Durante a cerimônia, a diretora da Fundação de Pesquisa e Desenvolvimento da China (China Development Research Foundation), Mary Young, parabenizou o governo brasileiro pela conquista do prêmio. Para ela, esse é um merecido reconhecimento pelo resultado inédito que o Brasil vem alcançando. “Ações com foco na primeira infância, que estimulem cuidados adequados com as crianças nessa fase da vida, vêm sendo implementadas em muitos países, mas nada parecido com o que o Brasil já alcançou com o Criança Feliz”, explica. 

O Criança Feliz

Coordenado pelo Ministério da Cidadania por meio da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, o Criança Feliz atende gestantes e crianças de até 3 anos do Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal, e de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Com mais de 817 mil crianças e gestantes atendidas, o Criança Feliz é o maior programa de visitação domiciliar de atenção à primeira infância no mundo.

O Criança Feliz é um programa para causar impacto domiciliar na vida das famílias, orientando e as ajudando a como estimular as crianças de 0 a 6 anos (Foto: Divulgação)

 Estudos científicos de diversas áreas, como neurociência, psicologia do desenvolvimento e impactos de políticas públicas voltadas para a infância, têm apontado que o período de maiores possibilidades para a formação das competências humanas acontece entre a gestação e o terceiro ano de idade. É nessa fase que o cérebro estabelece o maior número de ligações neuronais. Isso acontecerá em maior ou menor grau dependendo dos estímulos que a criança recebe. “Os bebês sadios nascem com o mesmo potencial para evoluir e formar competências. Porém, aos 4 anos de idade, já aparecem diferenças significativas entre os mais pobres e os demais”, explica o ministro.

O Criança Feliz orienta as famílias, por meio de visitas domiciliares semanais, sobre como garantir os cuidados e estimulação adequados para que as crianças desenvolvam todo seu potencial desde os primeiros dias de vida. “A diferença entre uma criança que é maltratada ou negligenciada de uma que recebe amor é enorme. Se a criança sofrer algum abuso entre o oitavo e décimo oitavo mês de vida, terá consequências negativas pelo resto da vida. O que torna a pessoa menos agressiva é justamente os cuidados e os limites dados pela família. São os filhos criados por nós que irão mudar o mundo lá na frente. E o que muda o mundo é o desenvolvimento humano, a ciência e a educação”, disse o ministro, durante palestra no 7° Seminário Internacional Pais&Filhos, realizado em maio de 2019.

O Criança Feliz orienta as famílias, por meio de visitas domiciliares semanais, sobre como garantir os cuidados e estimulação adequados para que as crianças desenvolvam todo seu potencial desde os primeiros dias de vida (Foto: Divulgação/Ministério da Cidadania)

“Os filhos das famílias de classe média e ricas já terão, nessa idade, um vocabulário dezenas de vezes mais rico e diversificado que os filhos das famílias mais pobres. Isso ocorre porque o ambiente onde estão imersos é muito diferente nos estímulos verbais e na riqueza de vocabulário, por exemplo. Estamos trabalhando para garantir que todas as famílias tenham condições de oferecer o cuidado e o suporte adequados para o estímulo ao desenvolvimento de seus filhos”, esclarece Osmar Terra.

Para a secretária Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério da Cidadania, Ely Harasawa, a premiação é um estímulo para que outros países busquem aperfeiçoar as políticas públicas com foco no desenvolvimento infantil, além de ser um impulso para que o Brasil continue avançando.

Fonte: Ministério da Cidadania

Leia também:

Benefícios do programa nacional Criança Feliz são reconhecidos por outros países

“A criança cuidada com amor passa a explorar o mundo de forma mais rápida”, afirma o Ministro Osmar Terra

Osmar Terra afirma que investir na primeira infância é pensar no futuro

    -Publicidade-