Rafa Brites abre o jogo e desabafa sobre problemas com o filho: “Mais alguém passa por isso?”

A apresentadora é mãe de Rocco

Ela não está conseguindo dormir (Foto: Reprodução/Instagram@rafabrites)

Rafa Brites, mãe de Rocco, usou as redes sociais para desabafar e mostrar que é gente como a gente quando o assunto em questão é: sono depois dos filhos. A jornalista, apresentadora e influenciadora postou uma foto na manhã desse sábado, 22 de junho, e fez um texto sobre as noites dela.

-Publicidade-

Rocco tem dois anos e quatro meses e Rafa afirma que depois que ele nasceu, só conseguiu dormir a noite inteira uma vez. Ela ainda aproveitou o post para perguntar se outras mulheres também passam por isso e para pedir algum conselho.

“Amigas queridas estou oficialmente 2 anos e 4 meses sem dormir. Meu filho tem acordado 5 ,6 vezes por noite, perde a chupeta, quer mamar, quer que eu deite junto. Desde que ele nasceu ele dormiu 1 noite inteira só, e quando rolou eu ainda fiquei preocupada achando que tinha acontecido algo.

-Publicidade-

“POR FAVOR. Alguém ai passa por isso? Quais são as dicas para dormir uma noite inteira? Serio gente essa noite eu quase chorei. (Alguém ai já chorou na madrugada de cansaço?) Ps: a opção deixar chorando eu não consigo”, contou Rafa.

Não tá fácil para ninguém (Foto: Reprodução/Instagram @rafabrites)

Depois, Rafa ainda gravou alguns vídeos falando e mostrando os resultados da noite em claro. Rocco teve um problema com a fralda e xixi. Ela mal dormiu e acordou e já teve que ir para a lavanderia dar um jeito em tudo.

O sono dos pais 

A gente sabe que os pais tendem a dormir (muito!) menos depois que os filhos nascem, principalmente nos três primeiros meses de vida. E prova disso é um estudo da Universidade de Warwick, no Reino Unido, sobre o sono dos pais nos primeiros seis anos das crianças. Entre 2008 e 2015, o doutor Sakari Lemola acompanhou 2.541 mulheres e 2.118 homens da Alemanha que estavam esperando seu primeiro, segundo ou terceiro filho.

O estudo quantificou o efeito de ser pai nos minutos de sono. Os participantes da pesquisa foram acompanhados por 6 anos e precisavam responder quantas horas dormiram anualmente e dar uma nota até 10 para a qualidade da noite dormida.

PAI x MÃE

A pesquisa comprovou que as mulheres são as mais afetadas. Elas dormem cerca de 40 minutos a menos a cada noite de sono no primeiro ano de vida da criança em relação ao período anterior à gravidez. Em relação ao primeiro trimestre do bebê, elas tiveram até uma hora de sono a menos. As mães de primeira viagem chegam ter uma queda de 1,7 pontos na qualidade do sono, quando a mãe já tem mais de um filho, essa nota fica perto de 1.

Os homens, segundo estudo, perdem em média, 13 minutos de sono. Esse número não varia em relação à uma idade específica ou ao longo da vida da criança. A pesquisa ainda mostra que o sono dos pais é realmente mais afetado no primeiro trimestre, mas só se normaliza após o sexto ano de vida dos filhos.

Sakari Lemola, co-autor da pesquisa disse ao jornal inglês The Guardian:

“Não esperávamos esse resultado, mas acreditamos que haja muitas mudanças nas responsabilidades dos pais (nesse período)”, disse Sakari, em entrevista ao jornal inglês The Guardian.Além disso, ele reforçouque por mais que as crianças parem de chorar, elas ainda podem acordar durante à noite por conta de possíveis pesadelos ou até mesmo por alguma doença ou mal-estar.

Os pais também podem perder o sono por conta do medo e das responsabilidades que a maternidade e paternidade que podem despertar nas pessoas. A amamentação também pode afetar a qualidade do sono, mas questões como idade ou renda pouco afetam a noite dormida.

Leia também: 

8 dicas para criar uma rotina de sono para o bebê

Hora de dormir: 3 conselhos de um pediatra para melhorar o sono do seu filho

Perde aqui, ganha ali! Site mostra quanto tempo de sono é perdido na maternidade

-Publicidade-