Rafa Brites conta que adiou planos de ter segundo filho por causa da pandemia

Mãe de Rocco, de 4 anos, fruto de seu relacionamento com o jornalista Felipe Andreoli, ela compartilhou nas redes sociais uma lista de planos para 2020 que foram adiados ou adaptados por causa da pandemia

Resumo da Notícia

  • Rafa Brites revelou que adiou os planos de engravidar novamente
  • Por causa da pandemia, ela deixou muitos sonhos de lado
  • Rafa fez um desabafo mas contou que tudo foi adaptado

Na última quarta-feira, 23 de dezembro, a apresentadora Rafa Brites pegou muitas pessoas de surpresa ao revelar que ela planejava engravidar do segundo filho em 2020. O desejo de ser mãe novamente foi adiado por causa da pandemia e Rafa e Felipe Andreoli permanecem apenas com o primogênito, Rocco, de 4 anos.

-Publicidade-
(Foto: reprodução / Instagram @andreolifelipe)

Através das redes sociais, Rafa postou uma lista de planos que ela pretendia colocar em prática em 2020. Quase todos os planos foram adiados ou adaptados por causa da pandemia. Na lista, publicada em seu perfil do Instagram, é possível ler: “Viagem para o Japão de 10 anos com o Fê, festa de 10 anos [com o marido], trabalho na Alemanha, SXSW, curso John Sapienza, engravidar, trabalho voluntário especial, reforma da casa, muito tempo com família e amigos”, entre outros.

Na legenda, Rafa desabafou: “Parte da lista dos sonhos de 2020 que foram transferidos para 2021. Sim, me frustrei. Por exemplo, eu sonhava com o lançamento do meu livro em uma livraria, com a festa de 10 anos com o Felipe. E o casamento da minha cunhada, então, nossa senhora… tudo pronto… Mas também conquistei outras coisas. A vida é assim. Adaptação. Eu não desisti de nada! Faremos tudo mas com mais vontade ainda! Dando mais valor! VAMOS Realizar tudo em mais um pouco! Eu confio!”, concluiu.

-Publicidade-
Rafa Brites compartilhou a lista de planos para 2020 que foi adiada (Foto: Reprodução Insatagram @rafabrites)

Dificuldade com amamentação

Durante o Dia Mundial do Aleitamento Materno, que acontece dia 1 de agosto, Rafa Brites aproveitou o momento para relembrar sua experiência com a amamentação. “Eu amamentei livre demanda por 7 meses , Rocco parou 3 dias depois que voltei a trabalhar pós licença. Eu senti MUITA dor. Eu tive candidíase mamária, eu tive mastite”, ela começou.

Continuando o relato, Rafa desabafou: “Li que tinha que tomar sol nos seios. Li que era bom passar um óleo que cicatrizava. Louca de hormônios: passei o óleo e fui pro sol. Fiz churrasco de seios. Queimadura super séria. Fui feliz pois tinha muito leite e tive alguns momentos de prazer: doei para banco de leite”.

“Pensava em desistir todos os dias. Fui apoiada a desistir. Fui também incentivada a continuar Achei um saco ficar tanto tempo sem beber (pronto falei). Achei que meus seios ficaram mais bonitos depois, poucas mulheres acham isso né? Rocco teve o primeiro dente inferior aos 3 meses, fez um vinco no peito e ali ele acoplava. Era uma ferida que fazia a casquinhas mas as vezes ao puxar o sutiã, saia junto a casquinha. Eu tenho arrepios de lembrar do barulho da bombinha de tirar leite para estocar. Fiquei na nóia de ter bastante para quando voltasse a trabalhar e então não descansava. Mais de uma vez enchi um copinho inteiro e deixei cair. Choro compulsivo”, ela continuou.

(Foto: Reprodução/Instagram @rafabrites)

“Fiquei muito brava com as campanhas de amamentação que mostravam mãe e bebê sorrindo. Sei que para algumas mulheres é assim. Pra minha irmã foi ótimo desde o primeiro dia. Mas aquelas fotos não representam todas as mulheres. E pelas minhas pesquisas a maioria tem bastante dificuldade. Não é algo natural e muitas vezes não temos tanta informação. Precisamos falar mais sobre as dificuldades da amamentação.

Comigo, não sei quem chorava mais: eu ou o bebê (talvez o Felipe desesperado olhando, sem saber o que fazer). Eu não julgo quem complementa, quem da fórmula, quem amamenta ate 3 anos. Cada família sabe o que é melhor. Eu sei que para mim foi um desafio. Mesmo assim faria tudo outra vez. Sabemos da importância da amamentação e que ela é insubstituível mas estou aqui para apoiar todas as mães. Se por algum motivo você não amamentou saiba que isso nunca te fará menos mãe”.

-Publicidade-