Reforma no Museu do Ipiranga descobre objetos do século passado enterrados no jardim

O canteiro do Museu do Ipiranga, o mais antigo da cidade de São Paulo, se transformou em um sítio de monitoramento arqueológico após fragmentos de ossos, moedas, itens de porcelana e objetos de uso pessoal terem sido descobertos no local

Resumo da Notícia

  • O canteiro do Museu do Ipiranga se transformou em um sítio de monitoramento arqueológico após serem descobertos objetos muito antigos enterrados no jardim
  • A equipe de arqueologia encontrou fragmentos de ossos, moedas, itens de porcelana e objetos de uso pessoal
  • Todas as descobertas estão sendo compartilhadas nas redes sociais do museu com a ajuda de uma equipe científica

Localizado em São Paulo, o Museu do Ipiranga está passando por reformas em seu canteiro. Durante as modificações, foram encontrados fragmentos de ossos, porcelana e até itens de uso pessoal – o que fez com que a área de transformasse em um sítio de monitoramento arqueológico. Desde que os objetos foram descobertos durante as escavações pelos, a equipe do museu, em parceria com a Scientia Consultoria Científica, está fazendo várias publicações sobre os achados em suas redes sociais.

-Publicidade-

O primeiro item publicado no Instagram do Museu do Ipiranga foi uma dentadura da primeira metade do século 20. Ela possui até um dente de ouro na restauração e foi encontrada durante a remoção de árvores do canteiro. Elas serão replantadas ao final das reformas no jardim.

Além disso, a equipe de arqueólogos também encontrou pedaços de ossos que pertenceram a vacas e bois e fazem parte da pélvis, crânio e pés deles. A ossada possui marcas retas de corte, o que indica que foram usados instrumentos de metal. Além disso, foram descobertos dentes de um porco doméstico e fragmentos de uma mandíbula que pode ter pertencido a um gato.

11º Seminário Internacional Pais&Filhos – A Sua Realidade

Está chegando! O 11º Seminário Internacional Pais&Filhos vai acontecer no dia 1 de junho, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar dos sorteios e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!

Pedaços de uma dentadura e de ossos de animais encontrados durante a escavação no Museu (Foto: Reprodução Instagram @museudoipiranga)

Quanto à porcelana, também foram identificados durante as escavações pedaços de xícara, pratos e potes feitas do material. De acordo com a equipe arqueológica e a consultoria científica que está cuidando dos achados no terreno do Museu do Ipiranga, esses objetos são datados do fim do século 19 e início do século 20.

Um dos fragmentos parece pertencer a um prato raso de uma marca holandesa de 1859, da Société Céramique Maestrich. Outro pedaço de porcelana encontrado pertence à Fábrica de Louças Santa Catharina, uma das primeiras do país.

As obras no Museu, o mais antigo da cidade de São Paulo, estão sendo feitas para ampliar, modernizar e restaurar o espaço. Durante as escavações, também foram encontradas duas moedas equivalentes a 200 réis, que poderiam valer de R$2,50 até R$10. A mais antiga foi cunhada na Europa e chegou ao bolso da população no final de 1901. A outra é uma edição comemorativa dos anos 1930.

Fragmentos de porcelana e moedas descobertos por arqueólogos (Foto: Reprodução Instagram @museudoipiranga)