Refresco e diversão! Veja os benefícios de brincar com água e ideias para tentar neste verão

O calor já está chegando e com ele a necessidade de se refrescar! Separamos algumas dicas de brincadeiras divertidas para fazer nessa época do ano

Resumo da Notícia

  • Veja os benefícios de brincar com água
  • Confira ideias de brincadeiras para fazer com seu filho nesse verão
  • Veja como essas brincadeiras podem ajudar o desenvolvimento do seu filho

Você já sabe que as crianças adoram correr em volta da mangueira, mergulhar na banheira e testar a piscina inflável. Mas você sabia que essas brincadeiras com água também são benéficas para o desenvolvimento cognitivo deles? “É incrível pensar sobre as maneiras pelas quais um simples banho ou o tempo passado em uma piscina infantil podem inspirar o aprendizado”, diz Allison Wilson, Diretora Sênior de Currículo e Inovação da Stratford School, nos Estados Unidos. “As crianças muitas vezes gravitam em torno da água, então é fácil transformar esse tempo de lazer em uma abundância de diversão e tempo de descoberta”.

-Publicidade-
As brincadeiras na água são muito divertidas e podem ensinar muitas coisas! (Foto: Getty Images)

Os benefícios de brincar na água

“Brincar na água é uma atividade sensório-motora excelente, e as crianças acham muito divertido”, diz Lee Scott, Presidente do Conselho Consultivo Educacional da The Goddard School, nos EUA. Ela acrescenta que, à medida que as crianças brincam com água, elas desenvolvem habilidades em “exploração científica, matemática, habilidades motoras grossas e finas e expressão criativa”.

Brincar na água também pode promover o desenvolvimento da linguagem e socioemocional, diz Wilson. “A linguagem pode ser modelada e reforçada por meio de brincadeiras na água, uma vez que fornece um tempo para falar, se comunicar e fazer perguntas abertas”, diz ela. Os pais podem ajudar incentivando a troca de ideias e convidando os filhos a compartilhar o que estão fazendo. Por exemplo: “O que você planeja fazer com a escova? O que pode acontecer quando você colocar a esponja na água?”.

-Publicidade-

Finalmente, dependendo da atividade que você escolher, brincar na água pode ter um efeito calmante. “Pegar, derramar e peneirar pode ter a capacidade de relaxar crianças pequenas e até adultos. Desfrute da tranquilidade de brincar na água ”, diz Wilson.

Esquenta Black Friday

A Black Friday da Amazon está chegando! Para conferir os produtos que já estão com descontos incríveis em todas as categorias do site, clique AQUI! Você ainda pode ter frete grátis e promoções exclusivas ao se tornar um membro Prime! A assinatura é de apenas R$ 9,90 por mês e também garante entrega mais rápida, acesso a filmes, séries e desenhos animados. Inscreva-se e ganhe 30 dias grátis CLICANDO AQUI.

Brincadeiras na água divertidas para crianças em idade pré-escolar

Veja algumas brincadeiras aquáticas (Foto: Getty Images)

Essas seis atividades não apenas irão divertir seu filho pequeno, mas também promoverão o desenvolvimento físico e cognitivo dele.

1. Transferência de água

Ensine ao seu filho conceitos matemáticos e científicos com uma atividade simples de transferência de água. Usando pás, colheres grandes, baldes ou esponjas, ele pode mover a água de um recipiente para outro. Ele também pode contar quantas colheres de água ou esponjas cheias são necessárias para completar a transferência. “Por meio dessa exploração fácil de fazer, as crianças aprendem conceitos matemáticos sobre contagem e medição de volume”, diz Wilson.

2. Experiência de afundar ou flutuar

Scott recomenda um experimento “flutuar ou afundar”, no qual as crianças colocam pequenos itens na água para ver o que afunda e o que flutua. Os objetos podem incluir brinquedos para o banho, pedras, moedas, galhos, utensílios de cozinha, bolas de borracha, folhas, tampas de garrafas, botões, chaves e rolhas. Você pode fazer esse experimento em qualquer lugar, seja na banheira, na pia da cozinha ou em um balde.

O “experimento afundar ou flutuar” ensina os conceitos científicos de flutuação e densidade (os objetos irão flutuar se tiverem uma densidade inferior à da água). As crianças também terão algum jogo sensorial se você escolher itens com texturas diferentes. Finalmente, as crianças mais velhas também podem adivinhar se cada item irá afundar ou flutuar, o que as apresenta ao conceito de fazer uma hipótese.

3. Pintura na água

Seus filhos se sentirão como um agente secreto com esta atividade de pintar na água! Veja como fazer isso: faça com que seu filho se sente na calçada, no quintal ou em outra superfície de concreto (tem que ser escuro!). Dê a ele um balde d’água e um pincel e deixe-o desenhar no chão. Os desenhos secarão rapidamente sob o sol para ensinar o conceito de evaporação. As crianças também desenvolvem habilidades motoras finas e exercitam a criatividade com pinturas na água.

4. Aperte, retire, esfregue

Nesta atividade de brincar na água, você simplesmente dá itens ao seu filho enquanto ele está na banheira ou na piscina. Wilson tem algumas recomendações: uma vasilha de comida, uma variedade de colheres ou copos medidores, garrafas de esguicho, esponjas, escovas de limpeza, bonecas, carrinhos de brinquedo e brinquedos de banho. Você também pode adicionar um elemento de diversão com bolhas, acrescenta ela.

Não importa como seu filho brinque com os itens, ele desenvolverá habilidades motoras finas e exercitará o pensamento imaginativo. “O que parecem ser movimentos simples de apertar e cavar auxilia muito no desenvolvimento das habilidades de desenho e escrita. Este é um ótimo exercício para os dedos ”, acrescenta Wilson.

5. Filtrar a água

Scott recomenda esta atividade de brincadeira com água para crianças em idade pré-escolar, que envolve filtrar a água suja com filtros de café ou gaze. Comece misturando água com diferentes substâncias, como sujeira, areia, lama ou seixos. Em seguida, pegue um filtro de café ou gaze, coloque sobre um copo e despeje o conteúdo dentro. Certifique-se de fazer isso sobre a pia para evitar bagunças!

Seu filho aprenderá que itens com partículas maiores (como seixos e areia) se tencionam melhor, resultando em água mais limpa. Itens com partículas menores (como lama e sujeira), deixam para trás mais resíduos – mesmo depois de passar no filtro – porque eles se misturam com a água.

6. Construindo barragens

Aqui está outra ideia de Scott. Barragens da vida real são usadas para reter água – e seu filho pode replicar esse conceito fazendo sua própria barragem. Cave um pequeno rio na terra ou lama do lado de fora e encha-o com água. Incentive seu filho a criar uma represa improvisada com areia, lama, pedras ou outros objetos que ele vasculha do lado de fora. Ele verá que a água líquida não consegue passar pela barragem sólida. Depois de remover a barragem, o fluxo de água começa novamente.

Seminário Internacional Pais&Filhos

O 10º Seminário Internacional Pais&Filhos – Quem Ama Cria está chegando! Ele vai acontecer no dia 1 de dezembro, com oito horas seguidas de live, em formato completamente online e grátis. E tem mais: você pode participar do sorteio e ganhar prêmios incríveis. Para se inscrever para os sorteios, ver a programação completa e assistir ao Seminário no dia, clique aqui!

-Publicidade-